Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2015

Quando você é tentado a irritar-se com a fraqueza dos outros

“Exortamo-vos, também, irmãos, a que admoesteis os insubmissos, consoleis os desanimados, ampareis os fracos e sejais longânimos para com todos.” (1 Tessalonicenses 5.14) Deus salva todo tipo de gente, coloca essas pessoas juntas em sua igreja e diz “agora amem um ao outro”. A família de Deus inclui aqueles que já andaram com Deus por anos e aqueles que ainda estão esfregando os olhos, maravilhados por terem sido salvos por Deus duas semanas atrás. Deus une os fracos e os fortes, e nos diz para vivermos juntos de uma forma que irá glorificá-lo. Às vezes precisamos admoestar os outros Aparentemente havia alguns em Tessalônica que não estavam trabalhando. Talvez eles tivessem se demitido acreditando que o retorno de Jesus era iminente. Talvez eles fossem só preguiçosos. Paulo manda admoestá-los, avisá-los, exortá-los a trabalhar e prover para suas famílias, e serem diligentes. No entanto, Paulo também manda ser paciente com eles. É fácil ficar chateado com alguém que

Série Homeschooling - parte 2 (O que é?)

-  parte 1 (O que não é?)  - parte 2 (O que é?)             - parte 3 (Como praticar?)                          - parte 4 (A situação jurídica no Brasil) Dando seguimento, listemos algumas coisas sobre o que vem a ser, efetivamente, o homeschooling. Em  primeiro lugar ,  significa usar todo o dia e todas as coisas para ensinar . A expressão "escola em casa", para fins práticos, significa o mesmo que ensinar em tempo integral. Quer dizer, esteja você limpando a casa ou cozinhando, pode e dentro do possível, deve, ensinar seus filhos sobre as coisas envolvidas. Por exemplo, ao encher um copo de água, ensine sobre a lei da física que diz não ser possível dois corpos ocuparem o mesmo espaço; se cortar uma fruta e ela tiver sementes, mostre o que é isso e qual a utilidade delas. Certamente você poderá ensinar muito mais do que apenas guiar as páginas e exercícios a serem feitos. Em  segundo lugar ,  significa sair e mostrar o mundo, ensinar no cotidiano d

25 razões pelas quais eu tenho certeza que meu marido me ama

Estamos casados há mais de 50 anos e eu não trocaria meu marido por nada neste mundo. Quer saber por quê? Vou dizer em linguagem clara e simples. Para todos vocês que estão lendo, aqui está o que é preciso para ter uma esposa feliz e um casamento feliz. 25 coisas que meu marido faz 1.  Ele me diz que me ama todos os dias, isso mesmo, todos os dias. Às vezes, várias vezes ao dia. 2.  Ele me diz que meus abraços dão-lhe conforto e energia, tudo ao mesmo tempo. Ele diz: "Eu preciso de um abraço", e eu respondo: "Eu também." Nós gostamos de abraços. 3.  Ele é um cavalheiro e me trata como uma dama - abre as portas para mim, me ajuda com o meu casaco, pega a minha mão quando atravessamos uma rua, cobre-me com o guarda-chuva quando chove. Coisas assim. 4.  Ele sai comigo semanalmente. Ele tem feito isso por tanto tempo quanto posso me lembrar. Ele sabe o quanto é importante para nós termos um tempo juntos sem as crianças. 5.  Ele está disposto

Série Homeschooling - parte 1 (O que não é?)

- parte 1 (O que não é?)   - parte 2 (O que é?)             - parte 3 (Como praticar?)                          - parte 4 (A situação jurídica no Brasil) Iniciando esta pequena série, precisamos esclarecer o que não é homeschooling. Em primeiro lugar , homeschooling, do inglês "escola em casa" ou "ensino domiciliar", não significa que se está afirmando superioridade de ensino , em oposição à escola "tradicional" ou "escola formal". Não é porque uma criança estuda em casa, que necessariamente será mais inteligente e aproveitará melhor o conhecimento (maiores informações na parte 3 desta série). Se seu filho aprende em casa, possivelmente será melhor dirigido em seu intelecto, mas não faça disso uma regra. Em segundo lugar,   não significa que a escola tradicional seja algo maligno . A escola é boa, útil e creio que sempre precisará existir, pois nem todos os pais dispõe de tempo e esforços suficientes para guiar seus filhos. É v

A Lei de Deus e a Cesta de Lixo

Quem nunca se deparou com uma daquelas cestas de lixo, como a da foto acima, e percebeu que o objeto em sua mão - latinha, sacola, etc - muito bem poderia ser jogado ali dentro, contudo não ficaria retido (cairia por entre os furos) e pensou: "bom, joguei dentro da cesta de lixo. Estou com a consciência tranquila"? Eu já. E, infelizmente, isso se dá muitas vezes ao nos depararmos com a Lei de Deus e buscarmos cumpri-la, porque sabemos que tem de ser cumprida, porque Deus nos ordena ou porque aprendemos assim. Mas a questão é: estamos realmente interessados no motivo de obedecermos a Lei de Deus? Deuteronômio 6:6-7 diz o seguinte sobre a lei de Deus: " Amarás, pois, o Senhor teu Deus  de todo o teu coração , e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças. E estas palavras, que hoje te ordeno,  estarão no teu coração " (grifo meu). Segue-se então que primeiro a Lei de Deus vem pelo Seu Espírito, através do entendimento (Rm 10:14;17), depois desce ao

Aceite sua fraqueza

Você já se sentiu falho? Inadequado? Ineficaz? Você já examinou seu coração e vislumbrou pecado, trevas e derrota? Eu já. E é desencorajador e desmoralizante. Faz-me imaginar o que Deus vê em mim. Não há dúvida de que eu sou um vaso falho. Mas isso significa que eu seja um vaso inútil? Às vezes nós tentamos driblar nossa fraqueza ao negá-las. Outras vezes nós dizemos a nós mesmos que se apenas tentarmos um pouco mais.. nos animarmos, tentarmos por nossos próprios esforços, então seremos bem sucedidos; então nós experimentaremos vitória e derrotaremos as trevas. Mas essas não são as respostas que eu vejo na Escritura. Em 2 Corintios 4:6-7, Paulo afirma que a "luz do conhecimento da Glória de Deus na face de Jesus Cristo" brilha em nossos corações, que inerentemente contém trevas. No entanto, temos esse tesouro em "vasos de barro, para mostrar que a excelência do poder pertence a Deus e não a nós.". O lugar para começarmos, então, é pelo conhecimento de q

A importância da liberdade entre os cônjuges

Noutro pequeno artigo, já tivemos a oportunidade de falar sobre a importância da sinceridade e transparência entre os cônjuges ( clique aqui para ler), mas precisamos ir além e expormos a necessidade de os cônjuges terem a liberdade para tratarem dos mais variados assuntos e isso com naturalidade. Para não ser superficial, trarei alguns pequenos exemplos de meu casamento, buscando ajudar o leitor a compreender que a realidade pode, com a graça de Deus, ser bem diferente do que muitas vezes é. Pela bondade e misericórdia de Deus, casei com uma esposa muito linda :) e isto significa que eu gosto de quem e como ela é. Sim, eu escolhi casar com quem preenchesse certas "preferências" e nisto não há mal algum (não é o essencial, todavia, tem importância - vide os inúmeros exemplos bíblicos). Minha esposa, portanto, segundo meus desejos, é magra , branca e loira. Sendo a ssim, sempre procurei dizer a ela (com muito amor e delicadeza) que não gostaria de que ela fosse g