Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2010

Investimos na Imposição e não na Educação

Texto por Filipe Luiz C. Machado ----- Em meio a muitos avanços e novas tecnologias, urge-se a claríssima necessidade de revermos nosso conceito de educação em meio a sociedade. Necessário é analisarmos para onde estamos caminhando e que futuros pais, filhos, empresários e empregados estamos formando. Estaríamos formando uma geração da educação ou da imposição? É com grande pesar que assistimos a degradação contínua da sociedade pós-moderna. Uma sociedade que caminha baseada num superficialismo travestido de pseudo-filosofia profunda. Imaginamos ser verdade que porque a cada novo amanhecer nos dão novos pareceres sobre a ciência, política, matemática, religião e tantas outras coisas que nos cercam e que isto estaria nos levando a largos passos para uma comunidade racional e inteligente, que sequer percebemos a total fantasia que vivemos. Passa-nos desapercebido o fato de que a cada dia temos nos tornado mais superficiais e sem valor algum! É espantoso olharmos para a realidade mo

A importância do Fiel Ministro

Texto por Filipe Luiz C. Machado ----- "Vocês o aprenderam de Epafras, nosso amado cooperador, fiel ministro de Cristo para conosco" Colossenses 1.7 Muitas vezes gostamos de subestimar o poder que há na palavra de Deus e naqueles que a transferem com fidedignidade e ousadia. Não percebemos o quão valiosos são os ministros que atuam na Igreja de Cristo. Que incrível tarefa que eses têm! Mas afinal, quem são eses ministros? Seriam apenas os pregadores? Ou poderíamos dizer que são todos os santos? É certo salientarmos que nesta ocasião, Paulo está se referindo exclusivamente à Epafras, "fiel ministro de Cristo" . Por isso nos ateremos àquele que transmite uma mensagem, independentemente se este é ou não um "pregador" da igreja. Nos versículo anteriores ao 7 , vemos que Paulo começa saudando os "santos e fieis irmãos... que estão em Colossos" ( v.2 ) , também demonstra seu carinho por aqueles irmão dizendo que "sempre agradecemos a D

Deus não tem de dar justificativas

Texto por Thomas Watson ----- Deus não tem de dar justificativas de suas atitudes às suas criaturas. Assim como não se pode dizer para um rei: "Que fazes?" (Ec 8.4) , muito menos para Deus. Isto é o suficiente, Deus é o Senhor supremo, tem um poder soberano sobre suas criaturas, portanto não pode fazer injustiça. "Ou não tem o oleiro direito sobre a massa, para do mesmo barro fazer um vaso para honra e outro, para desonra?" (Rm 9.21) . Deus tem liberdade em si para salvar um e não outro, e sua justiça não é culpada ou manchada. Se dois homens lhe deverem dinheiro, você pode, sem qualquer injustiça, cobrar de um e esquecer a dívida do outro. Se dois malfeitores são condenados à morte, o rei pode perdoar um e não o outro. Ele não é injusto se deixar um sofrer, porque quebrou a lei, e o outro salvar, usando sua prerrogativa real de perdoar. O ímpio é totalmente culpado por suas decisões. Embora uns sejam salvos e outros pereçam, não há injustiça

O livre-arbítrio é em si mesmo contraditório

Texto por Filipe Luiz C. Machado ----- Longe de ser uma grande explanação filosófica e/ou teológica sobre o assunto, o que desejo mostrar é que não precisamos necessariamente nos apoiar na teologia para provarmos que o livre-arbítrio é em si mesmo contraditório; pois a própria lógica já o faz. Para começarmos, devemos entender que existem diversas interpretações do que poderia ser o livre-arbítrio. Todas essas interpretações e deduções são fruto do muito pensar e analisar o que de fato seria o "livre" e o "arbítrio". Contudo, creio que não precisamos ir tão a fundo para mostrarmos a falácia aqui mencionada. Vejamos alguns motivos: 1. Ser livre não significa ser autônomo. Quando as pessoas se referem a livre vontade do ser-humano, geralmente querem dizer que elas são livres para escolherem o que bem entenderem. Com isso, logo se chega a rápida conclusão de que a liberdade é inerente a personalidade humana. Em outras palavras: nascemos livres, mas a sociedade

Confie na Soberania Divina

Texto por Filipe Luiz C. Machado ----- Um dos momentos mais conflitantes na caminhada do cristão é quando ele se depara com a poderosa e totalmente intangível soberania de Deus. Pensa ele: "Como poderei conciliar a inefável soberania de Deus com minha própria vida?" O objetivo do presente artigo não é chegar a uma solução, mas sim acalentar corações temerosos que possam estar vacilantes e colocando em cheque sua confiança no Senhor. --- A soberania de Deus jamais poderá ser compreendida e expressada em termos humanos. Nem mesmo a mais sublime e rebuscada palavra existente em nosso vocabulário seria capaz de definir a grandiosa soberania divina. Não podemos expressá-la, pois nada neste mundo pode compreender o divino ou abrigá-lo em uma pequena palavra ou expressão idiomática. Os atributos de Deus e em especial sua soberania, são coisas inimagináveis para nós. Dito isto, resta-nos apenas a humilde reverência e temor devido ao único Soberano e Criador de to

Soldado ou Guerrilheiro: Quem é você afinal?

Soldado ou Guerrilheiro: Quem é você afinal? - por Pr. Leonardo Gonçalves O recente pronunciamento de Índio da Costa sobre o envolvimento do PT com as FARC, grupo terrorista colombiano, embora não seja nenhuma novidade, tem levantado o debate sobre a legitimidade da guerrilha da Colômbia. Antes de continuar, permita-me esclarecer que não defendo Sendero, nem FARC, nem Fidel Castro. Sou a favor da liberdade de consciência, e me oponho a tudo aquilo que restrinja meu direito de pensar. Lugar de terrorista é na cadeia, e quem se vale da ilegalidade do tráfico de drogas e armas não deveria ser chamado de soldado. Agora , não pense que eu estou escrevendo isso para fazer uma defesa do Exército Brasileiro ou apenas para demonstrar minha discordância com a guerrilha colombiana ou com o PT. Eu apenas tomei emprestada essa analogia para exemplificar uma realidade comum ao cristianismo, pois cada dia que passa eu me dou conta que os guerrilheiros estão se apoderando do evangelho, enquanto