Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2015

A casa impecável ou uma esposa gentil?

Já aconteceu de, antes do meu marido sequer abrir a porta da garagem, eu já estava com o bebê no colo prontinha pra entregar pra ele, pra poder terminar a janta com as mãos livres. Junto com o bebê,  na ponta da língua já tinha uma lista completa do que fiz naquele dia: “Nossa, hoje o dia foi longo! Já lavei 2 cestos de roupa, limpei os banheiros, busquei o Josh na escola, brinquei com eles lá fora, dei banho e agora estou aqui tentando preparar a janta com o bebê no colo, pois já está cansado e não quer mais ficar no chão brincando. Agora vai você brincar um pouco com eles pra eu poder terminar” Meu marido muito querido pega o Noah no colo, dá um sorriso e diz: “vem aqui com o papai neném pra mamãe poder terminar a janta”. Enquanto isso, o Ian e o Josh já sairam se atropelando pra ver quem vai ser o primeiro a se agarrar nas pernas do papai pra brincar. E ali estou terminando de temperar a salada, colocar os pratos na mesa e ouvindo as risadinhas de alegria dos três brincando

Uma casa limpa e uma vida desperdiçada

Você provavelmente já ouviu o ditado: uma casa limpa é sinal de um vida desperdiçada. O que quer que essa frase signifique, ela expressa um pouco da frustração e do senso de futilidade da vida nesse mundo. Pensei nesse ditado quando me deparei com o provérbio “Não havendo bois, o celeiro fica limpo, mas pela força do boi há abundância de colheitas“ (Provérbios 14.4). Um pouco de pesquisa nos mostra que comentaristas se dividem quanto ao real sentido dessa frase, mas creio que há uma explicação que se sobrepõe às demais. De acordo com essa explicação, o provérbio fala sobre a bagunça de uma vida bem vivida. Tremper Longman diz que a moral da história é que “uma vida produtiva é uma vida bagunçada”. Eu amo produtividade. Quero dizer, eu amo produtividade quando bem definida – a administração eficaz de talentos, dons, tempo, energia e entusiasmo para o bem dos outros e para a glória de Deus. Por essa definição, cada um de nós, não importa a vocação, deve buscar a produtividad

Por que Deus deveria impedir a guerra e nos dar paz?

Por que Deus deveria impedir a guerra? (por que o mundo e a sociedade deveriam ter paz?) Além da razão teórica que Deus deveria impedir a guerra porque é má... não pode haver dúvida de que a verdadeira razão pela qual as pessoas esperam que Deus impeça a guerra e dê paz social, é que elas desejam um estado de paz e sentem que têm o direito de viver em um estado de paz.  Mas isso imediatamente levanta uma questão, que, em certo sentido, é a questão fundamental em relação a todo este assunto. Que direito temos nós à paz? Por que desejamos a paz? Quantas vezes, eu me pergunto, se nós enfrentamos essa questão? Não tem sido a nossa tendência tomar por certo que temos o direito a um estado e condição de paz? Será que não paramos para perguntar qual é o real valor e finalidade e função da paz? (...) Não é o suficiente desejarmos paz meramente para que possamos evitar o sofrimento... O negócio, a razão principal do homem na vida é servir e glorificar a Deus. É para isso que ele foi cr