Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2012

Efésios 1.21 - O Poder Soberano de Cristo - Exposição em Efésios - Sermão pregado dia 29.07.2012

Efésios 1.21 - O Poder Soberano de Cristo Exposição em Efésios -  Sermão pregado dia 29.07.2012 " Acima de todo o principado, e poder, e potestade, e domínio, e de todo o nome que se nomeia, não só neste século, mas também no vindouro " (Ef 1.21). Cada declaração de Paulo nos soa de modo semelhante e sempre intenta nos fornecer basicamente três coisas: Deus é soberano, o homem é pecador, mas Deus enviou seu Filho para morrer por Seus escolhidos. Esta tríade é praticamente repetida (com mais ou menos intensidade) por toda a Escritura, afinal, os cristãos precisam reconhecer como o salmista: " Portanto está alegre o meu coração e se regozija a minha glória; também a minha carne repousará segura " (Sl 16.9). Contudo, um homem só pode ficar realmente alegre e jubiloso após passar por dificuldades e reconhecer sua extrema miséria. A própria natureza vivencial nos ensina isto, pois quantas são as vezes que precisamos perder alguma quantia de dinheiro, bater o carro,

Série: Homem e Mulher os criou - parte 18 - Homem e Mulher após a Queda – A Modéstia no Vestir - (Estabelecendo a questão) - Sermão pregado dia 29.07.2012

Série: Homem e Mulher os criou - parte 18 - Homem e Mulher após a Queda – A Modéstia no Vestir  (Estabelecendo a questão) Sermão pregado dia 29.07.2012 Vivemos em dias onde as palavras "modéstia", "honra", "pureza" e "simplicidade" acarretam todo tipo de entendimento errôneo e sempre se diz que tais palavras são similares às utilizadas por aqueles fariseus e legalistas no tempo de Jesus. No entanto, já nos é claro que apesar de toda ignomínia que sofremos do mundo, a Bíblia sempre continuará a ser nosso padrão de fé e verdade para nossos dias. Porém, ponho-me a pensar sobre os porquês de haver tão pouca abordagem em nossas igrejas acerca desse assunto deveras vital para os crentes em Cristo Jesus. Nos causa espanto que as mesmas palavras que suscitam ódio nos ímpios (relacionadas à pureza e modéstia), por muitas vezes instiguem uma reação bastante similar na vida dos professos do cristianismo, ou seja, poucas são as congregações qu

Seus desejos são de um verdadeiro cristão?

" A quem, não havendo visto, amais; no qual, não vendo agora, mas crendo, exultais com alegria indizível e cheia de glória " (1 Pe 1:8). O verdadeiro cristão tem uma convicção sólida e efetiva da verdade do evangelho. Não hesita mais entre duas opiniões. O evangelho deixa de ser duvidoso ou provavelmente verdadeiro, tornando-se estabelecido e indiscutível em sua mente. As coisas grandes, espirituais, misteriosas e invisíveis do evangelho influenciam seu coração como realidades poderosas. Ele não tem simplesmente uma opinião que Jesus seja o Filho de Deus; Deus abre seus olhos para ver que este é o caso. Quanto às coisas que Jesus ensina sobre Deus, a vontade de Deus, a salvação e o céu, o cristão também sabe que são realidades indubitáveis. Têm, assim, uma influência prática em seu coração e em seu comportamento. É claro nas Escrituras que todos os verdadeiros cristãos têm essa convicção sobre as coisas divinas. Mencionarei somente alguns textos dos muitos existentes: &qu

Como entender que a Bíblia é inspirada por Deus?

A Confissão Belga resume a doutrina reformada da inspiração das Sagradas Escrituras no Artigo 3: ARTIGO 3, A PALAVRA DE DEUS: Confessamos que a palavra de Deus não foi enviada nem produzida “por vontade humana, mas homens falaram da parte de Deus, movidos pelo Espírito Santo”, como diz o apóstolo Pedro (2 Pedro 1:21). Depois, Deus, por seu cuidado especial para conosco e para com a nossa salvação, mandou seus servos, os profetas e os apóstolos, escreverem sua palavra revelada [ 1 ]. Ele mesmo escreveu com o próprio dedo as duas tábuas da lei [ 2 ]. Por isso, chamamos estas escritas: sagradas e divinas Escrituras [ 3 ]. [ 1 ] Êx 34:27; Sl 102:18; Ap 1:11,19. [ 2 ] Êx 31:18. [ 3 ] 2Tm 3:16. Sobre isso, o teólogo presbiteriano B.B. Warfield escreveu: “Os livros bíblicos são chamados inspirados por serem o produto, divinamente determinado, de homens inspirados; os escritores bíblicos são chamados inspirados por terem recebido o sopro do Espírito Santo, de maneira que o produto de suas

Em qual candidato político o cristão deve votar?

Pretendo ser breve, mas sem ser raso.  Permita-me iniciar dizendo que o cristão é alguém sábio e que por isso busca se pautar somente pela Bíblia. O cristão não é alguém que vai atrás de "boas propostas" ou segue pessoas que apenas prometem coisas muito interessantes. O cristão, primeiramente, reconhece que ambos os Testamentos são válidos para a Igreja, pois foi isto que Paulo escreveu a Timóteo (2Tm 3.16-17). O cristão é aquela pessoa que analisa tudo que lhe vem ao coração e aos olhos à luz das Escrituras. Em outras palavras, o cristão sempre busca a Bíblia para saber se o que está fazendo ou fará traz glórias ao Senhor, conforme Paulo ordena: " Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus " (1Co 10.31). Deste modo, o cristão já tem a  primeira regra  para filtrar o candidato: ele também precisa estar desejando glorificar ao Senhor. Outro filtro pode ser retirado do Salmo 1 que diz: " Bem-aventurado o

Efésios 1.20 - O Poder manifesto em Cristo - Exposição em Efésios - Sermão pregado dia 22.07.2012

Efésios 1.20 - O Poder manifesto em Cristo Exposição em Efésios -  Sermão pregado dia 22.07.2012 " Que manifestou em Cristo, ressuscitando-o dentre os mortos, e pondo-o à sua direita nos céus " (Ef 1.20). A importância de se compreender corretamente as Escrituras tem sido delineadas por nós durante a exposição por esta sublime carta do apóstolo Paulo. Conforme falou o próprio Cristo, " Porventura não errais vós em razão de não saberdes as Escrituras nem o poder de Deus? " (Mc 12.24), assim também o apóstolo trata no presente versículo, isto é, enquanto no versículo passado ele falou aos crentes acerca da " sobreexcelente grandeza do seu poder sobre nós ", agora ele passa a explicar à igreja de Éfeso onde que este poder se mostrou latente e de forma abundante: em Cristo. Notemos o paralelo magnifico e divino que está posto diante de nossos olhos: o mesmo poder que se manifesta nos crentes, se " manifestou em Cristo ". Quer dizer, os cristãos

Série: Homem e Mulher os criou - parte 17 - Homem e Mulher após a Queda - Funções e Atribuições na Igreja (O Papel de cada Sexo) - Sermão pregado dia 22.07.2012

Série: Homem e Mulher os criou -  parte 17 - Homem e Mulher após a Queda -  Funções e Atribuições na Igreja (O Papel de cada Sexo) - Sermão pregado dia 22.07.2012 Compreendido os porquês de haver as devidas distinções entre homem e mulher - tanto no que diz respeito ao lar, como à sociedade e também conforme a própria natureza nos ensina, em todas as ocasiões -, é preciso que avancemos e entendamos que esta diferenciação igualmente se estende ao modo de viver e operar da Igreja de Cristo, e, reflete, portanto, diretamente na maneira de quem pregará, ensinará e, também,  na piedade que a congregação tem para si e expõe ao mundo. Isto posto, faz com que todo cristão verdadeiro entenda que precisa estar ciente de que a Igreja do Senhor é governada, estabelecida e tem seu regimento doutrinário e prática pautada tão somente pelas Escrituras. Ou seja, qualquer homem ou mulher que tente alterar os marcos estabelecidos pelo Artífice, incorre em grande pecado e faz do ser humano o detentor