Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2010

Nossos cultos são verdadeiros?

Texto por Pr. Luiz Fernando de Souza ----- Ao observamos as eclesiologias e as liturgias em nossas igrejas, vemos uma total descaracterização. Aquilo que deveria ser direcionado para Deus e Sua glória exclusivamente foi totalmente travestido de um humanismo exacerbado. Deus que deveria ser o foco central do culto foi alijado do processo e virou nota de rodapé colocado na parte inferior das atividades. Deus virou pretexto para que o homem continue no centro. Deus é citado como apoio às práticas mundanas e capitalistas que permeiam a igreja. Há uma expressão que vem dos tempos da Reforma que diz: SOLI DEO GLÓRIA . Quer dizer: Glória somente a Deus . O insuperável Johann Sebastian Bach que revolucionou a música terminava todos os manuscritos de suas composições com as letras S.D.G. (Soli Deo Glória). Isso nos mostra que tudo em nossas vidas deveria apontar para Deus. O culto é para Deus. Somente Deus merece receber a glória e isso implica que Ele deve ser o centro do culto. A Reforma

Os cristãos devem se aposentar?

Texto por Filipe Luiz C. Machado ----- Todos nós já imaginamos (ou vamos imaginar) e pensamos acerca de nosso futuro; futuro este que nos é incerto, indefinível e com muitas variantes a serem analisadas. Mas de um modo geral, quando pensamos em um futuro a longo prazo, pensamos em nossa aposentadoria. Refletimos, imaginamos e cogitamos a possibilidade de comprarmos uma casa na praia ou no campo, um bom carro, morrermos ao lado de nossa esposa ou marido; enfim, a lista é imensa. Embora não seja um pecado prepararmo-nos para a aposentadoria, creio que a maioria cristã esteja planejando uma aposentadoria fora dos padrões bíblicos. Uma aposentadoria que visa única e exclusivamente o bem-estar e conforto de seus incluintes. Preparam-se para um deleite na Terra até que Jesus venha ou até que o caminho comum dos homens os leve. Suas visões futuristas incluem muito descanso, uma certa quantia de dinheiro guardada e muita sombra e água fresca. Você pode se perguntar: "Mas o quê h

Ministérios: as muletas da igreja

Texto por Filipe Luiz C. Machado ----- Lembro-me da aula onde o professor Valmir nos disse: "Os ministérios são as muletas da igreja". Fantástico! Guardei-a comigo! A frase foi extremamente redundante para nossos dias. --- Diante de uma gama imensa de igrejas/comunidades espalhadas por este Brasil e mundo afora, vemos que em sua maioria, todas se esforçam para ter o maior número de ministérios possíveis. É ministério de crianças, ministério de evangelismo, ministério de abrir a igreja (acredite, existe!), ministério de ligar as luzes, ministério de arrumar as cadeiras, ministério de encher a água do batistério, a lista não tem fim e a criatividade ultrapassa muitos limites. Em Marcos 16.15 , lemos: "E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura." Este ide é o que chamamos de A Grande Comissão da Igreja . O grande e central ministério da igreja é pregar as boas novas de Cristo ao mundo e apresentar-lhe a salvação em Cristo Jesus. O id

Igreja Presbiteriana considera IURD e IMPD como seitas!

Texto por Daniel Clós Cesar ----- Essa semana li que o Supremo Concílio da Igreja Presbiteriana do Brasil, considerou a IURD e a IMPD, seitas, e necessário é, que pessoas oriundas dessas denominações sejam rebatizadas e façam profissão de fé. Louvável o posicionamento da IPB. Há muito tempo se espera, pelo menos das grandes denominações evangélicas do Brasil, a definição do que é, e do que não é, CRISTIANISMO. A Bíblia já define bem, mas é preciso ensinar nos púlpitos. O povo cristão tem sede de ensino e exposição bíblica, algo raro até nos mais "sinceros" púlpitos deste país. Como podemos considerar pastor cristão, alguém que não prega o Evangelho da Cruz? Como podemos considerar cristianismo algo tão contrastante com os ensinos bíblicos? Podemos considerar cristianismo algo, pelo simples fato de "crer" na Bíblia ou fazer uso dela no rito? As grandes corporações que pregam a teologia da prosperidade, que incluem promessas de rique

O Senhor conhece os que são seus - João Calvino

Texto por João Calvino ----- "Todavia, o firme fundamento de Deus permanece, tendo este selo: O Senhor conhece os que são seus; e: Qualquer que profere o nome do Senhor, então que se aparte da injustiça." - 2 Tm 2.19 Todavia, o firme fundamento de Deus permanece. Sabemos sobejamente bem quantos escândalos têm procedido da apostasia daqueles que uma vez professaram a mesma fé que nós. E isso é especialmente verdade no caso de homens que são muito populares e de extraordinária reputação. Se alguém dentre o vulgo apóstata, não nos sentimos muito sensibilizados. Mas aqueles a quem os homens têm em alta estima, os quais se tornam colunas na Igreja, não podem fracassar sem envolver outros em sua ruína, principalmente se sua fé não contar com outro apoio. Essa é a preocupação de Paulo aqui, e ele diz que essa não é razão para as pessoas piedosas perderem o ânimo, ainda quando assistem o fracasso daqueles que acreditavam ser firmes na fé. Com o fim de co

Pode uma pessoa que comete suicídio ser salva?

Texto por Massimo Lorenzini ----- Hoje de manhã, recebi a triste notícia de que um parente meu havia se suicidado. Parei, pensei, refleti sobre o assunto e cogitei a possibilidade de esboçar alguns pensamentos. Porém, encontrei um artigo que conseguiu expressar com melhor clareza as minhas ideias e suposições. Segue abaixo o mesmo: --- Pode uma pessoa que comete suicídio ser salva? O que segue abaixo é minha resposta a uma mulher cujo filho cometeu suicídio. Ela disse que ele professava fé em Cristo, mas permitiu a depressão sobrepujá-lo e finalmente acabar com sua própria vida. Inicio a resposta... Estou muito triste de ler sobre a tragédia de seu filho. Você me perguntou se você deve se angustiar sobre seu ato. Primeiro esta, como você sabe, é uma questão muito difícil para se responder com certeza. Na realidade, eu não penso que ela possa ser respondida com absoluta certeza. Assim, embor

Apóstolos de Satanás

Texto por Arthur W. Pink ----- Os apóstolos de Satanás não são donos de bares e negociantes de escravos brancos; em sua maioria, eles são ministros do evangelho ordenados por igrejas. Milhares daqueles que ocupam os púlpitos das igrejas modernas não estão mais engajados em apresentar as verdades fundamentais da fé cristã; eles deixaram de lado a verdade e se entregaram a fábulas. Em vez de magnificarem a grande vileza do pecado e revelarem as suas eternas conseqüências, tais ministros minimizam o pecado, por declararem que este é apenas uma ignorância ou uma ausência do bem. Em vez de advertirem seus ouvintes a fugirem da “ira vindoura”, tais ministros tornam Deus um mentiroso, por declararem que Ele é muito amável e misericordioso e que, por isso mesmo, não enviará qualquer de suas criaturas para o tormento eterno. Em vez de declararem que, “sem derramamento de sangue, não há remissão”, tais ministros apenas apresentam Cristo como o grande Exemplo e exo

Como devemos proceder diante da Soberania de Deus?

Texto por Arthur W. Pink ------ Deus é soberano e opera de acordo com seu plano eterno na salvação do seu povo. A vontade dos homens não escolhe naturalmente a Deus porque está inclinada para o mal. Somente Deus pode fazer que uma pessoa deseje ser salva dos seus pecados. Ele é o Deus soberano, Ele é o grande Rei. Se acreditamos nisso, como devemos então reagir? Primeiro, já que Deus é soberano, devemos temê-Lo. Temer a Deus significa lembrar quão grande, santo e poderoso é Deus. Significa também lembrar quão pequenos, pecaminosos e fracos somos nós. Significa fazer a Sua vontade e crer tudo o que Ele nos diz em Sua Palavra. Significa obedecer a Deus porque dependemos totalmente dEle. Deus nos dá tudo o que precisamos e por isso, o menos que podemos fazer é obedecê-Lo no que Ele diz na Bíblia e Lhe dar o primeiro lugar em tudo. Segundo, como Deus é soberano devemos aceitar com gosto todo o que nos acontece. Podemos queixar-nos quando

3 Coisas Essenciais Para a Vida Cristã

Texto por Filipe Luiz C. Machado ----- "Lembramos continuamente, diante de nosso Deus e Pai, o que vocês têm demonstrado: o trabalho que resulta da fé, o esforço motivado pelo amor e a perseverança proveniente da esperança em nosso Senhor Jesus Cristo." 1Ts 1.3 Neste pequeno versículo da carta de Paulo aos tessalonicensses, encontramos 3 coisas essenciais para uma genuína e saudável vida cristã: 1. O trabalho que resulta da fé. Ao analisarmos e lermos os escritos de Paulo, vemos que com grande constância ele admoesta seus ouvintes para que vivam uma vida de total comprometimento para com o reino de Deus. Comprometimento este que não é baseado em ideias suposicionais, mas sim na verdadeira fé em Cristo Jesus. Paulo se alegra com os tessalônicos pois eles estavam alicerçados na fé diligente e zelosa que produz resultados, e não em uma fé morta que serviria apenas para ser jogada fora. Paulo deixa claro que o trabalho na vida do crente depende única e exclusivamente d

Satanás quis ser independente

Texto por Erwin Lutzer ----- Em que sentido então ele poderia ser “semelhante ao Altíssimo”? Apenas nisso: ele achou que se tornaria independente. Ele sabia que suas realizações sempre seriam apenas uma sombra daquilo que Deus pode fazer. A alegria, contudo, de saber que agiria sem a aprovação de Deus, fazia o risco valer a pena. Então poderia dar ordens e não mais recebê-las. Pelo menos esse era o seu plano. A ironia é que na independência alardeada por Satanás, na realidade, tornar-se-ia outra forma de dependência à vontade e aos propósitos de Deus. Realmente, ele não dependeria da orientação do Todo-Poderoso nas decisões que tomasse, mas cada um dos seus atos de rebelião estaria debaixo do controle cuidadoso e da direção de Deus. Ele, com certeza, podia desafiar o Criador, mas todas as suas atividades sempre seriam restritas àquilo que Deus permitisse. Sua independência só a muito custo poderia ser digna desse nome. Ele se rebelou para não ser mais um servo de Deus e, apesar d

Por que você segue Jesus?

Texto por Filipe Luiz C. Machado ----- "E, achando-o no outro lado do mar, disseram-lhe: Rabi, quando chegaste aqui? Jesus respondeu-lhes, e disse: Na verdade, na verdade vos digo que me buscais, não pelos sinais que vistes, mas porque comestes do pão e vos saciastes. Trabalhai, não pela comida que perece, mas pela comida que permanece para a vida eterna, a qual o Filho do homem vos dará; porque a este o Pai, Deus, o selou." João 6.25-27 O Evangelho de João (assim como os outros 3 evangelistas) nos retrata a primeira multiplicação de pães. Jesus se compadece da multidão e os alimenta. Logo após, o povo pensa em proclamar Jesus como seu rei. Queriam proclamá-lo rei, pois a sua tradição judaica dizia que o messias prometido haveria de estabelecer paz e arrumar o sistema de governo. Em suma, eles esperavam uma espécie de presidente, cujo qual iria governar retamente e sem injustiça. Mas Jesus, sabendo que não era esse o propósito de sua vinda, se afastou deles. Algu

Soberania, Liberdade e Poder de Deus

Texto por R. C. Sproul ----- Na maioria das discussões sobre predestinação, há uma grande preocupação em proteger a dignidade e a liberdade do homem. Mas precisamos também observar a crucial importância da soberania de Deus. Embora Deus não seja uma criatura, Ele é pessoal, com suprema dignidade e suprema liberdade. Estamos cientes do delicado problema que envolve o relacionamento entre asoberania de Deus e a liberdade humana. Precisamos também estar cientes do estreito relacionamento entre a soberania de Deus e a liberdade de Deus. A liberdade de um soberano é sempre maior que a liberdade de seus súditos. Quando falamos de soberania divina, estamos falando sobre autoridade de Deus e sobre poder de Deus. Como soberano, Deus é a suprema autoridade do céu e da terra. Toda outra autoridade é uma autoridade menor. Toda outra autoridade que existe no universo é derivada e dependente da autoridade de Deus. Todas as outras formas de autoridade existem ou pela ordem d