Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2012

A Morte - por Thomas Boston (1676-1732)

"Pois eu sei que me levarás à morte e à casa destinada a todo vivente." Jó 30:23. Considere as várias comparações por meio das quais as Escrituras representam a brevidade da vida humana. Ouça Ezequias: “A minha habitação foi arrancada e removida para longe de mim, como a tenda de um pastor; tu, como tecelão, me cortarás a vida da urdidura” (Is 38:12). A tenda do pastor é removida rapidamente, pois os rebanhos não podem ser alimentados por muito tempo num só lugar; assim é a vida do homem nesta terra, some rapidamente. É uma teia que ele constantemente está tecendo; ele não fica ocioso um momento sequer: em pouco tempo ela é feita, e então é desfeita. Cada movimento de respiração é um fio dessa teia; quando se dá o último suspiro, conclui-se a teia. O homem expira, e então se desfaz, não respira mais. O homem é como erva, e como uma flor: “Toda a carne é erva”, até mesmo a mais forte e a mais saudável, “e toda a sua glória, como a flor da erva” (Is 40:6). A erva flor

Breve Biografia de Robert Murray McCheyne - (1813-1843)

Era inverno. Sentados próximo ao fogo, dois pedreiros estavam dedicados a sua tarefa. De repente, um desconhecido aproximou-se deles, desceu do cavalo e, imediatamente, passou a conversar sobre o estado espiritual da alma deles. Servindo-se das vivas chamas da fogueira como ilustração, o jovem desconhecido pregou verdades alarmantes. Com profunda surpresa, os pedreiros exclamaram: “Você não é um homem como os demais!” Ao que o desconhecido — que era Robert McCheyne — respondeu: “Eu sou, simplesmente, um homem como os demais”. Parece que, tanto a leitura dos sermões de McCheyne quanto de sua biografia, fazem brotar do coração do leitor a mesma exclamação dos pedreiros: que, certamente, Robert McCheyne não foi um homem como os demais. Seu ministério, certamente muito breve, tornou-se uma das luzes mais brilhantes do evangelho na Escócia. Pureza doutrinária e fervor evangélico impregnaram por completo a pregação desse grande servo de Deus. Em McCheyne encontramos aquela caracterí

Carta para a Ritalavasaia - Uma Mulher que Crê Falar em Línguas

*A presente carta é de gênero fictício, embora contenha situações da vida real. Olá, Ritalavasaia.  Permita-me iniciar dizendo que a primeira vez que ouvi seu nome, o achei um tanto quanto diferente. Lembro-me de ouvir você explicando o motivo dele: certa vez sua mãe estava falando em "línguas" (ou julgava assim fazer) e "profetizou" que a primeira palavra que saísse de sua boca, seria o nome da próxima filha que o Senhor daria. Confesso: uma história um tanto quanto interessante. Bem, na verdade, não estou escrevendo esta carta para falar sobre seu nome, mas sim acerca de algo que você realiza: o chamado falar em "línguas". Ainda é recente em minha memória aquele dia em que você me encontrou no terminal de ônibus urbano e, logo em seguida, você se deparou com outra mulher que começou a profetizar e falar em línguas estranhas sobre você - se me recordo corretamente, era sobre alguma viajem, bênçãos e outras coisas mais de sua vida. Lembro

Efésios 2.6 - Nos Ressuscitou Juntamente com Ele - Exposição em Efésios - Sermão pregado dia 23.09.2012

Efésios 2.6 - N os Ressuscitou Juntamente com Ele Exposição em Efésios - Sermão pregado dia 23.09.2012 " E nos ressuscitou juntamente com ele e nos fez assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus " (Ef 2.6). As Escrituras nos são evidentes ao declarar anteriormente que, o homem natural, nada pode fazer para herdar a salvação por si mesmo. O apóstolo tratou dessa questão ao afirmar dois pressupostos básicos, a saber, que os crentes eram vivificados " juntamente com Cristo " e que isso era devido à graça de Deus, pois " pela graça sois salvos ". Estes pontos são de suma importância para a sequência desta presente carta de Paulo, afinal, uma vez que os crentes de Éfeso foram informados de que suas vidas estavam em Cristo e n'Ele habitava toda misericórdia (Ef 2.4), então, mister se fazia com que lhes fosse ampliado a questão da salvação em Cristo. Noutras palavras, o apóstolo, agora, escreve aos efésios no intuito de lhes mostrar que u

Política e Escapismo

O pecado do escapismo é uma realidade, e mesmo os melhores dos santos têm sido tentados neste pecado. No Salmo 11, Davi foi tentado a fugir como um pássaro para uma montanha pois os fundamentos da sua cultura estavam sendo destruídos. De fato, naquele capítulo ele está descrevendo vários problemas que estamos experimentando atualmente na América. Mas ele resistiu à tentação de escapar, e resistiu pela fé. Ele recusou escapar das suas responsabilidades. Uma forma de escapismo é encontrada na declaração “ nossa cidadania está no céu e devemos tirar as pessoas da terra ”. Mas Paulo não encontrou nenhuma contradição em reivindicar uma cidadania celestial em Filipenses 3.20 e ao mesmo tempo reivindicar e usar sua cidadania romana em Atos 16.37-39 e em 22.22-29. Nossa cidadania celestial (se corretamente entendida) impactará profundamente nossa cidadania terrena. Ela traz em perspectiva aquela frase maravilhosa, “Uma nação sob Deus”. Outra forma de escapismo pode ser encontrada

O Evangelho de Satanás

O evangelho de Satanás não é um sistema de princípios revolucionários, nem ainda é um programa de anarquia. Ele não promove a luta e a guerra, mas objetiva a paz e a unidade. Ele não busca colocar a mãe contra sua filha, nem o pai contra seu filho, mas busca nutrir o espírito de fraternidade, por meio do qual a raça humana deve ser considerada como uma grande "irmandade". Ele não procura deprimir o homem natural, mas aperfeiçoá-lo e erguê-lo. Ele advoga a educação e a cultura e apela para "o melhor que está em nosso interior" - Ele objetiva fazer deste mundo uma habitação tão confortável e apropriada, que a ausência de Cristo não seria sentida, e Deus não seria necessário. Ele se esforça para deixar o homem tão ocupado com este mundo, que não tem tempo ou disposição para pensar no mundo que está por vir. Ele propaga os princípios do auto-sacrifício, da caridade, e da boa-vontade, e nos ensina a viver para o bem dos outros, e a sermos gentis para com todos. Ele tem

26 Razões para Parar de ver Pornografia

As seguintes consequências são o que acontece quando um cristão vê pornografia. A lista cobre uma grande área dos resultados negativos que a pornografia tem sobre um homem que é seguidor de Jesus. 1. Alienação de Deus.  Você não mais se sente próximo de Deus. Você não experimenta o poder de Deus. Você não mais tem a alegria de sua salvação. 2. Cega você para as consequências . Temporariamente te desliga da sua caminhada com Deus, de seus relacionamentos com sua esposa, seus filhos e outros. Te cega sobre o que te acontecerá espiritual, física, emocional, mental, social, vocacional e relacionalmente. 3. Cria expectativas irrealistas . Os homens começam a pensar que toda mulher deveria se parecer com aquelas e que esse tipo de relação é como seu relacionamento com sua esposa deve ser. 4. Distorce sua visão do sexo . A pornografia te faz acreditar que o sexo é somente para o prazer do homem e que as mulheres são simplesmente objetos a serem usados, ao invés de criações de Deus qu

Efésios 2.5 - Pela Graça Sois Salvos - Exposição em Efésios - Sermão pregado dia 16.09.2012

Efésios 2.5 - Pela Graça Sois Salvos Exposição em Efésios - Sermão pregado dia 16.09.2012 " Estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos) " (Ef 2.5). Na sentença anterior o apóstolo Paulo deixou evidente aos irmãos de Éfeso sobre a grandiosa misericórdia que habita no Soberano e quão grandes graças Ele possui para todos os Seus filhos, de modo que todos os eleitos podem descansar às sombras das asas do Filho (Mt 23.37; Lc 13.34) e os que ainda não foram despertados para a nova natureza, podem achar da água da vida, pois " aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna " (Jo 4.14). Tal ponto foi de muita importância nesta presente carta, pois uma vez que Paulo havia demonstrado três fatos negativos quanto à natureza do homem ( 1 . mortos por natureza (2.1);  2 . seguindo o rumo deste mundo (2.2

Podemos Fazer Imagens de Cristo? John Murray

A  questão da conveniência das representações gráficas do Salvador é uma  tal que merece ser analisada. Há de se assentir que a adoração a Cristo é  central em nossa santa fé, e que o pensar a respeito do Salvador deve,  em qualquer instância, ser acompanhado com a reverência que pertence a  Seu culto. Nós não podemos pensar nEle sem a apreensão da majestade que  Lhe é própria. Se não recebemos em nós o especial senso de sua  majestade, então somos culpados de impiedade e de desonrá-lo. Deve  ser reconhecido que o único propósito que com propriedade poderia ser  alcançado por uma representação pictórica é o de que ela transmitiria a  nós algum pensamento ou lição que representasse à Cristo, em consonância  com a verdade e capaz de promover adoração. Daí, a pergunta é  inevitável: é uma representação pictórica uma forma legítima de  transmitir a verdade a respeito dEle e de contribuir com a adoração que  esta verdade deve evocar? Estamos  todos conscientes da influência exercida sob