Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2011

Confessar ou Negar a Deus - Sermão pregado dia 20.02.2011

Confessar ou Negar a Deus - por Filipe Luiz C. Machado Sermão pregado dia 20.02.2011 Nosso texto: Lucas 12.8,9 Semana passada havíamos visto as motivações e advertências que Jesus dera aos seus discípulos. Vimos que Lucas registrou e buscou perscrutar a veracidade dos fatos antes de relatar e escrever a Teófilo ( Clique aqui para ler o sermão). Lucas agora passa a registrar a sequência da fala de Jesus para seus discípulos. Após tê-los advertido e os motivado, Ele trata agora sobre como deveriam viver diante dos homens. Interessante notarmos que Jesus nesta passagem não se limita ou ao menos descreve o que seria confessar ou negá-lo diante dos homens. Jesus não traz uma série de regras e/ou lugares onde ele deva ser confessado ou ao menos diz onde os discípulos poderiam negá-lo. Mister também é atentarmos para o fato de que ambos os versículos trazem a sentença "diante dos homens". v.8: "Quem me confessar diante dos homens " v.9: "Aquele que me negar

Tadinha dela...

Texto por Filipe Luiz C. Machado ----- Antes de dar prosseguimento, gostaria de dizer que de forma alguma estou insensível para com essa história e as pessoas nela envolvidas. Jamais desejaria que alguém lesse e interpretasse minhas palavras como sendo em tom de desprezo ou fazendo "pouco caso" da morte de um cônjuge. Minha breve reflexão visa apenas nos mostrar um lado que poucas vezes temos ciência de que possa existir. Recentemente vi um vídeo de uma esposa que acabara de ficar viúva devido ao câncer de seu esposa. Ele tinha sido diagnosticado com câncer, mas havia sido curado. Porém, o câncer voltou tempos depois e nesse ínterim ele gravou um vídeo falando a respeito da sua confiança em Deus, tanto para curá-lo como para sustentá-lo enquanto vivesse. Fato é que ele veio a falecer, deixando sua esposa de 32 anos viúva e com 3 filhos para criar. Nossa primeira reação diante de tal caso é pensar: "tadinho dele, queria tanto ter visto seus filhos crescerem"

Crentes de Cristal!

Crentes de Cristal! - Por Edmilson Mendes Cuidado, frágil! Olhe atentamente, observe, procure. Na maioria dos crentes você encontrará o aviso alertando para a fragilidade dos mesmos. Nunca viu? Talvez não tenha olhado para a causa, focando apenas os sintomas. Beicinhos, birrinhas, manhazinhas, ciumezinhos, enfim, uma série de sintomas que caracterizam os crentes notadamente melindrosos, sintomas que podem ter a seguinte leitura: Cuidado, frágil! Lembre do dia em que entrou numa loja de cristais. Lembre dos pais com seus filhos pequenos. As recomendações eram insistentes: Cuidado! Não toque! Não pegue! Cristal é caro! Se cair, quebra! Não chegue perto, cuidado! Quando pequeno, ouvi tudo isso dos meus pais. Agora sou pai, já disse tudo isso para os meus filhos. Crentes de cristal funcionam exatamente assim. Não se pode tocar, seja com gestos, intenções ou palavras. Por qualquer coisa desistem. A intensidade espiritual dos relacionamentos com toda a carga de verdade, sin

A Quem Devemos Temer? Sermão pregado dia 13.02.2011

A Quem Devemos Temer? - por Filipe Luiz C. Machado Sermão pregado dia 13.02.2011 Nosso texto: Lucas 12.1-7 Amados, como já havíamos visto anteriormente, Lucas escrevera para seu amigo Teófilo. Também vimos que o próprio Lucas se dera o trabalho de investigar "tudo cuidadosamente, desde o começo, e decidi escrever-te um relato ordenado, ó excelentíssimo Teófilo" (Lc 1.3) Lucas não reproduziu apenas algum relato, mas verificou para ter certeza da veracidade dos fatos que estaria para relatar. Nos versículos anteriores à nossa passagem, Lucas descreve uma conversa que Jesus teve na casa de um fariseu. Jesus criticou a esses por "limparem o exterior, mas não o interior" , porque "amam os lugares de honra" e "sobrecarregam os homens com fardos difíceis" - os fariseus então estavam "esperando apanhá-lo em algo que dissesse" . Nosso texto de hoje começa dizendo que, como de costume, uma multidão seguia Jesus. Lucas então nos relata o

Pastores ou Psicólogos: Do que a Igreja precisa?

Pastores ou Psicólogos: Do que a Igreja precisa? - por Heitor Alves Muita gente poderia achar o título deste post uma coisa óbvia. É claro que a igreja precisa de pastores, afinal de contas, quem é que se forma em um seminário? O pastor ou um psicólogo? Mesmo sendo bastante óbvio, não é exatamente isso que têm acontecido em muitas de nossas igrejas. O que temos visto é uma série de atitudes de pastores ignorando o aconselhamento paltado nas Escrituras e assumindo uma filosofia de aconselhamento mundano e antibíblico. O avanço da psicologia é tão alarmante que ela se agregou em todos os segmentos da sociedade, chegando ao ponto de seduzir pastores e líderes. A penetração no meio evangélico se destaca nas mais diversificadas formas: através dos púlpitos, com mensagens psicologizadas, e no aconselhamento "pastoral", onde a Bíblia é colocada em pé de igualdade com a psicologia. Os pastores e líderes estão procurando respostas para o problema humano e em particular de suas ov

Jesus era contra o "sistema"?

Texto por Filipe Luiz C. Machado ----- Alguns cristãos na tentativa desenfreada de serem revolucionários , acabam distorcendo ou apresentando pela metade a mensagem do evangelho (sabemos que meia verdade também é meia mentira, tomemos cuidado!). Tais cristãos, motivados pelo desejo de mudança do "sistema" do "mundo", unem-se ao máximo para argariarem o maior número possível de adeptos ao cristianismo , sob o pressuposto de que assim como Jesus foi contra o sistema, os (ainda) não cristãos (e revoltados contra o "sistema") também devem ser assim, não precisando deixar sua "revolta" para seguirem a Cristo. Dizem eles que assim é uma boa oportunidade de evangelismo, principalmente para as tribos urbanas "revoltadas". Não nego tal afirmação, mas saliento que Jesus tem muito mais para oferecer além de um mero caráter revolucionário . Não poderíamos dizer que Jesus não foi um revolucionário , mas se o limitarmos a esfera social e

O que a Predestinação faz com o Evangelismo?

O que a Predestinação faz com o Evangelismo? - por R. C. Sproul Esta pergunta levanta graves preocupações a respeito da missão da Igreja. É particularmente pesada para cristãos evangélicos. Se a salvação pessoal é decidida anteriormente, por um imutável decreto divino, qual é o sentido ou urgência do trabalho de evangelismo?Fonte: Nunca me esquecerei da terrível experiência de ser interrogado neste ponto pelo Dr. John Gerstner numa aula de seminário. Havia cerca de vinte de nós sentados em semicírculo numa sala de aula. Ele formulou a pergunta: “Muito bem, cavalheiros, se Deus soberanamente decretou a eleição e a reprovação desde toda a eternidade, por que estaríamos preocupados a respeito do evangelismo?” Dei um suspiro de alívio quando Gerstner começou seu interrogatório pela ponta esquerda do semicírculo, uma vez que eu estava sentado na última cadeira à direita. Confortei-me com a esperança de que a pergunta nunca chegaria perto de mim. O confort

Quem Pode nos Justificar?

Texto por Filipe Luiz C. Machado ----- Lembro-me claramente dos momentos do Ensino Fundamental e Médio em que quando não se podia comparecer a escola por algum motivo de força maior, logicamente não se ia até ela. Mas não era apenas isso, ganhava-se uma "falta" no boletim da professora por não ter ido. Por mais que pudéssemos retrucar, argumentar e nos espernear no dia seguinte, nada que falássemos ou prometêssemos tiraria aquele "F" do boletim. Nenhum bilhete na agenda escrito por nós mesmos poderia nos livrar da falta, tampouco faria diferença alguma se recorrêssemos ao diretor e expuséssemos a real situação. Porém, nem tudo estava perdido! Havia um caminho para se justificar essa falta e ele não estava baseado em nós! Aliás, havia um único caminho, e era este: a justificativa assinada pela mãe ou pai e/ou responsável. Tendo a justificativa assinada por algum de nossos responsáveis, a nossa falta estava justificada! A justificativa de nosso responsável mostrav

A Nova Perspectiva Sobre Paulo

A Nova Perspectiva Sobre Paulo - por Augustus Nicodemus Lopes Quando a gente pensa que já viu de tudo nos círculos acadêmicos de estudos bíblicos é surpreendido com a chegada de uma abordagem potencialmente revolucionária sobre o apóstolo Paulo. Essa abordagem acaba trazendo um profundo impacto em uma das doutrinas mais preciosas para os evangélicos, especialmente aqueles que se identificam com a Reforma protestante do séc. XVI. Estou falando da “Nova Perspectiva sobre Paulo,” um movimento que tem cerca de 20 anos de existência e que somente mais recentemente chegou ao Brasil, especialmente através dos escritos N. T. Wright, de quem falaremos mais adiante. A NPP (“Nova Perspectiva sobre Paulo”) desde cedo caiu sob fogo cerrado de estudiosos dentro do campo Reformado. Homens do calibre de John Piper , D. A. Carson , Lingon Duncan , Sinclair Ferguson , e muitos outros têm escrito livros e artigos e feito palestras manifestando preocupação com as implicações deste movim

[VÍDEO] Torne Seu Objetivo Temer A Deus - Tim Conway

Fonte: Vemver TV

"Bem depressa vocês se desviaram do caminho"

Texto por Filipe Luiz C. Machado ----- "E vi que vocês tinham pecado contra o Senhor, o Deus de vocês. Fizeram para si um ídolo de metal em forma de bezerro. Bem depressa vocês se desviaram do caminho que o Senhor, o Deus de vocês, lhes tinha ordenado." Dt 9.16 Ao olharmos para o livro de Deuteronômio , vemos Moisés lembrando o povo daquilo que havia lhes acontecido nos últimos 40 anos que vagaram pelo deserto. Constantemente os lembrava da benignidade que Deus havia tido para com eles, de como os sustentara até o presente momento e também de como seus antepassados haviam pago com seu próprio sangue a desobediência dos preceitos que tinham recebido. Apenas alguém (Moisés) revestido com o poder de Deus poderia aguentar um povo tão obstinado como aquele Israel pós-exílio. Durante 40 anos o Senhor havia lhes proporcionado o maná ( Êx 16:35), reclamaram e murmuraram pedindo carne ao Senhor e Ele lhes concedeu ( Êx 16.13), em todos esses anos suas roupas e sandáli

Os Pastores devem ser Teólogos?

Os Pastores devem ser Teólogos? - por Tom Ascol Cristo tenciona que suas igrejas sejam guiadas por homens que preenchem certas qualidades. Em suas cartas a Timóteo e Tito, o apóstolo Paulo escreveu com muita clareza a respeito do que os presbíteros de uma igreja devem ser. A principal preocupação é o caráter. Eles devem ser homens cujas vidas são exemplo de santidade. Além disso, os homens que devem pastorear o rebanho de Deus têm de ser doutrinariamente corretos. Precisam crer sinceramente na verdade e ser capazes de ensiná-la com clareza. Paulo estabeleceu esse fato em Tito 1.9, depois de ressaltar as qualificações morais que todo presbítero tem de possuir. Um presbítero, ele escreveu, deve ser "apegado à palavra fiel, que é segundo a doutrina, de modo que tenha poder tanto para exortar pelo reto ensino como para convencer os que o contradizem". As igrejas devem ser assistidas pelo ministério de pastores que são teólogos. Essa idéia parece bastante estra

Investimento Espiritual? E Eu preciso Disto?

Investimento Espiritual? E Eu preciso Disto? - por Carlos Moreira O executivo chegou ao restaurante esbaforido... Olhou o garçom e disse: “estou com pressa hoje... vou no self service”. Deslocou-se rapidamente e começou a servi-se das saladas... A certa altura, chegou a uma bandeja onde estava exposto algo muito esquisito. Era uma pasta, uma espécie de suflê, mas com uma coloração marrom. -Garçom, por favor... O que é isto? -Comida pré-mastigada senhor. -O que?! -Sim, nós mastigamos antes de vocês chegarem e cuspimos de volta na bandeja. -Que absurdo?! E tem gente que como esta porcaria?! -Sim senhor, muita gente... -Mas quem? -Gente como o senhor, gente apressada, gente que não tem tempo para mastigar... Que mundo maravilhoso este que vivemos! Tudo é muito prático, rápido. O mundo dos "instantâneos". Clica-se em um botão e algo liga; clica-se novamente e desliga! O controle remoto executa funções, o leite é integral, a comida congelada esquenta no microondas, o cappucci