Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2014

Por que "fecha a porta e ora a teu Pai que está em secreto"?

" E, quando orares, não sejas como os hipócritas; pois se comprazem em orar em pé nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão. Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente " (Mt 6.5-6). Você já se perguntou por qual motivo nosso Senhor Jesus Cristo prescreve que os crentes, constantemente, devem orar ao Pai em secreto, isto é, sozinhos? Eis, abaixo, alguns motivos pelos quais entendo que esta passagem bíblica existe para nossa edificação. 1. Porque não devemos ser como os hipócritas, que buscam o louvor dos homens (Mt 6.5); 2.  Porque todo aquele que busca agradar a homens em seus desejos, não agrada a Deus (Gl 1.10); 3. Porque o ato de orar não é ocasião para demonstrar suposta santidade aos outros (Lv 20.7; 1Pe 1.16); 4.  Porque o Senhor visita os que pos

Amando nossas esposas ainda quando solteiros

Ultimamente tenho meditado e conversado muito à respeito do matrimônio, razão pela qual decidi escrever sobre o assunto. Creio que a disposição de nos prepararmos para o casamento demonstra o quanto já amamos ou não nossas esposas. Na minha concepção a preparação para o casamento é, em si, um ato de amor consumado. Como posso me preparar para amar a minha esposa desde já? Ou, mais especificamente, como posso amá-la hoje, mesmo sem conhecê-la? É sobre isso que pretendo discorrer. Trabalhando duro: Nos primeiros capítulos de Gênesis temos uma descrição clara dos papéis de homem e mulher no lar (tanto antes da queda quanto depois, suas funções são as mesmas). E nós, homens, fomos chamados para derramar nosso suor no trabalho (Gn 3.17). Através dele e pela graça de Deus (Sl 127.1,2) levaremos o sustento para nossas casas. Enquanto solteiros devemos nos esforçar arduamente em nossa profissão visando o futuro de nossa esposa e filhos. Essa parte do trabalho é ponto pacífico, mas gos

Algumas breves dicas para corrida

Já aviso, de antemão, que não sou qualquer expert  em corridas. Como alguns têm acompanhado, comecei a correr no início deste ano e, portanto, o que abaixo descreverei, foram dicas colhidas de diversas fontes (quase todas do site corridanoar.com.br) e que me foram úteis - pode ser que não o sejam para você, mas não custa tentar. O tipo de tênis É comum as pessoas começarem a correr e se perguntarem sobre o óbvio: qual tênis devo escolher? A resposta geralmente é: "tênis bom é tênis caro" - mas isso não é verdade. Em verdade, antes mesmo de você ter ciência sobre qual tênis lhe agrada, é preciso aprender a correr, entender a dinâmica do esporte (um pouco no tópico abaixo), para depois pensar em comprar um tênis adequado - isso mesmo, no início, bem no começo da atividade, vá com qualquer tênis (ou mesmo descalço) e aprenda os movimentos corretos. Após aprendido, procure entender qual tênis proporciona melhor corrida. Lembre-se, todavia, de que o "melhor&quo

Por que existem crentes endividados?

Não é novidade nem surpresa para ninguém que vivemos numa sociedade capitalista que supervaloriza as aparências e, mais especificamente no caso do Brasil, incentiva o consumo para estimular o crescimento econômico.  Infelizmente, também não é novidade que muitos crentes estão tão envolvidos com os valores dessa sociedade materialista que a própria Igreja tem se deixado influenciar pelo ritmo do consumismo das sociedades modernas a ponto de, algumas vezes, ser difícil discernir o crente do incrédulo se aquele não estiver com a Bíblia “debaixo do sovaco” e este com uma latinha de cerveja numa das mãos. Os evangélicos, que deveriam ser exemplos morais, estão tão presentes quanto os incrédulos nas listas do SERASA e SPC. Dever na praça é comum, natural, banal. Quem se importa se Cristo se importa? O negócio é ter o que todo mundo tem, mostrar que pode, que sai, que usa e abusa. O caráter íntegro deixou de ser elemento essencial para o cristão, virou item de “checklist”. Alguns

Comparando a caminhada cristã com uma corrida de 42km

Dezembro e Janeiro de 2014, férias, praia e eu acima do peso ideal - não muito além, mas o suficiente para que as calças já não entrassem com facilidade e algumas outras peças do vestuário ficassem apertadas. A situação não me agradava, pois o pequeno sobrepeso e "barriga" não eram coisas que eu gostaria de ter comigo. Resolvi, então, voltar a correr (aos 17 anos comecei pelo mesmo motivo, mas não dei sequência). Uma semana de cada vez - primeiro alguns trotes intercalados com caminhada; depois, adquirindo confiança, algum esforço além do normal; após algumas semanas, o que anteriormente era um sacrifício, se tornou um meio para o fim: mais saúde e melhor condicionamento físico. Em meados de março, creio, fiquei sabendo de uma corrida que aconteceria em Urubuci/SC, na data de 14 de junho deste ano. O problema é que tal corrida teria a distância de 52km, sendo metade deles, literalmente, subindo morros. Refleti, analisei, e resolvi treinar forte para isso. Resumin