Pular para o conteúdo principal

Eleição é uma doutrina difícil


Eleição é uma doutrina difícil -
por A. W. Pink

Ela á uma doutrina difícil, e isto em três aspectos.

Primeiro: no entendimento dela. A menos que sejamos privilegiados de sentar sob o ministério de um servo de Deus ensinado pelo Espírito, que nos apresente a verdade sistematicamente, grande esforços e diligência serão exigidos na examinação das Escrituras, de forma que possamos coletar e juntar suas declarações espalhadas sobre este assunto. Não foi do agrado do Espírito Santo dar-nos uma completa e ordenada exposição da doutrina da eleição, porém “um pouco aqui, um pouco ali” - na história típica, nos salmos e profecias, na grande oração de Cristo (João 17), nas epístolas dos apóstolos.

Segundo: na aceitação dela. Esta apresenta uma dificuldade ainda maior, porque quando a mente percebe o que a Escritura revela sobre isto, o coração é avesso à receber uma verdade como esta, tão humilhante e enfraquecedora da carne. Quão ardentemente necessitamos orar para que Deus subjugue nossa inimizade contra Ele e nosso preconceito contra Sua verdade.

Terceiro: na proclamação dela. Nenhum iniciante é competente para apresentar este assunto em suas perspectivas e proporções escriturísticas.

Mas apesar disto, estas dificuldades não nos desencoraja, e muito menos nos detém, de um honesto e sério esforço para entender e de todo coração receber tudo que Deus se agradou de revelar sobre isto. As dificuldades são designadas para nos humilhar, para nos exercitar, para nos fazer sentir nossa necessidade da sabedoria do alto. Não é fácil chegar a um claro e adequado entendimento de qualquer uma das grandes doutrinas das Santas Escrituras; e Deus nunca intentou que assim fosse. A verdade deve ser “comprada” (Provérbios 23:23): ah! tão poucos estão dispostos a pagar o preço - dedicar-se a um devoto estudo da Palavra o tempo gasto com jornais ou recreações fúteis. Essas dificuldades não são insuperáveis, porque o Espírito, dado ao povo de Deus, guia-os em toda verdade. Igualmente assim para o ministro da Palavra: em humilde espera por Deus, unida a um diligente esforço para ser um obreiro que não tenha de que se envergonhar, irá no devido tempo expor esta verdade para a glória de Deus e a benção de seus ouvintes.

Fonte: Cinco Solas

Comentários

  1. Pink é um daqueles autores inesgotáveis. Parabéns pelo excerto Filipão.
    É um encorajamento para todos aqueles que tem "gasto" tempo tentando ensinar sadiamente as Escrituras...
    Abração!
    Beto

    ResponderExcluir
  2. Concordo com você, Beto. Embora eu não tenha lido muitas coisas de Pink, certamente ele tem muito a nos ensinar.

    Diante da exaustiva tarefa que é incumbida a todos os crentes - isto é, buscar conhecer a sã doutrina - lembro-me também de Jim Elliot - tem aqui no blog sobre ele, na pregação "Porém, eu e minha casa serviremos ao Senhor" - que disse: "Aquele que dá o que não pode manter, para ganhar o que não pode perder, não é um tolo".

    Certamente grandes "potes de ouro" residem da busca pelo conhecimento de Deus.

    Grande abraço, meu amado!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Por favor, comente este texto. Suas críticas e sugestões serão úteis para o crescimento e amadurecimendo dos assuntos aqui propostos.

Postagens mais visitadas deste blog

A mulher deve se vestir de modo que nenhum homem venha pecar por sua causa

Muitas mulheres e moças atualmente perderam seu próprio valor e muitas mulheres cristãs não tem se dado conta disso - o que acaba por as levar se vestindo conforme o mundo tem ditado; isto é, a moda. Por que digo isso?  Tenho notado o quanto muitas mulheres e moças têm se iludido ao pensarem que é bonito usarem vestimentas que mostram todas as suas curvas, tais como: roupas justíssimas delineando seu corpo, shorts e saias curtas e blusas decotadas. Mas, se fosse para ser  assim, Deus não teria vestido Adão e Eva como diz na Bíblia: " E o Senhor Deus fez túnicas de peles para Adão e sua mulher, e os vestiu " (Gênesis 3:21). Na palavra também está escrito: " Que do mesmo modo as mulheres se ataviem em traje honesto, com pudor e modéstia, não com tranças, ou com ouro, ou pérolas, ou vestidos preciosos. Mas (como convém a mulheres que fazem profissão de servir a Deus) com boas obras " (1 Timóteo 2:9-10). Noto ainda que muitas mulheres e moças usam roupas indecentes co

É pecado um casal de namorados dormir junto?

É pecado um casal de namorados dormir junto? - por Filipe Luiz C. Machado Recentemente um irmão em Cristo perguntou-me sobre a legitimidade - ou não - para um casal de namorados poder dormir junto. Confesso que esse é um ponto delicado, mas creio que - mais uma vez - as Escrituras nos revelam aquilo que devemos fazer. É importante notarmos, primeiro, sobre que tipo de situação nos rodeia. Uma coisa é um casal de namorados que viaja de avião e cuja aeronave cai no meio da floresta, restando poucos sobreviventes e ainda por cima, estavam na estação do inverno, o que implica dizer que necessariamente todos precisam dormir juntos - para se aquecer, caso contrário, morrerão. Mas é claro que essa é uma situação hipotética e nela seria perfeitamente coerente dormir junto, pois seria um pecado deixar alguém morrer de frio quando podia-se evitá-lo. Porém, mesmo a realidade dos namorados não é esta do avião, é a partir do dia-a-dia que as dúvidas surgem. Muitos namorad

A importância da Renúncia

Texto por Angela E. P. Machado ----- “E, pondo-se Jesus a caminho, correu um homem ao seu encontro e, ajoelhando-se, perguntou-lhe: Bom Mestre, que farei para herdar a vida eterna? Respondeu-lhe Jesus: Por que me chamas bom? Ninguém é bom senão um, que é Deus. Sabes os mandamentos: Não matarás, não adulterarás, não furtarás, não dirás falso testemunho, não defraudarás ninguém, honra a teu pai e tua mãe. Então, ele respondeu: Mestre, tudo isso tenho observado desde a minha juventude. E Jesus, fitando-o, o amou e disse: Só uma coisa te falta: Vai, vende tudo o que tens, dá-o aos pobres e terás um tesouro no céu; então, vem e segue-me. Ele, porém, contrariado com esta palavra, retirou-se triste, porque era dono de muitas propriedades.” Marcos 10.17-22 Neste breve texto, vemos o reflexo daquilo em que os judeus acreditavam. Pensavam eles que as riquezas eram um sinal da aprovação de Deus e que os ricos teriam maiores possibilidades de serem salvos, ou seja, de alcançarem a vida etern