"Eu me confesso ser do número daqueles que, aprendendo, escrevem; e escrevendo aprendem" - Agostinho

Se inscreva no meu canal do YouTube!

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Os calvinistas podem andar junto com os arminianos?


Recentemente uma irmã em Cristo mandou-me um e-mail perguntando qual era minha posição acerca da união entre calvinistas e arminianos. Segue abaixo minha resposta à ela e oro para que também possa ser útil a todos que a lerem.

Os calvinistas podem andar junto com os arminianos?

Penso que num primeiro momento devamos fazer diferença entre o arminiano inconsistente e o arminiano convicto.

O arminiano inconsistente é aquele que ama Jesus, reconhece-o como seu Senhor e salvador, mas quando questionado sobre as doutrinas da graça (soberania de Deus, depravação do homem, graça irresistível e outras), pouco sabe a respeito. Embora tais pessoas tenham grande admiração por Jesus, pouco conhecimento tem sobre Ele - sabem apenas que o amam porque Ele os fez nova criatura.

O arminiano convicto é aquele que ama Jesus, reconhece-o como seu Senhor e salvador, mas quando questionado sobre as mesmas doutrinas da graça, nega veemente a soberania absoluta de Deus, crê que o homem não é totalmente depravado, crê no seu livre-arbítrio para ir até Cristo e outras coisas mais. Esse tipo de arminiano é aquele que já foi confrontado com a verdade bíblica - de que a soberania de Deus é plena, o homem é totalmente depravado, de que não existe livre-arbítrio para o homem chegar-se a Deus - mas teima em permanecer na sua visão errônea.

Creio ser muitíssimo mais saudável ser um arminiano inconsistente, pois este, embora muitas vezes professe ser crente em Jesus Cristo (mesmo que saiba muito pouco sobre ele), está aberto à exortações e à diálogos. Já o arminiano convicto é mais problemático, pois embora já tenha sido ensinado e advertido sobre os perigos de se negar as doutrinas da graça, persiste no erro e rejeita a verdade.

Por fim, acho plausível que um calvinista caminhe com um arminiano, desde que esse seja um "arminiano aberto" (para poder ensiná-lo nos caminhos do Senhor), caso contrário, estaremos defendendo com unhas e dentes a soberania de Deus e suas doutrinas e ao mesmo tempo estaremos juntos com outros que rejeitam totalmente essa verdade - o que nos leva automaticamente à negação de nossa própria convicção professada e defendida.

Não devem os cristãos de maneira alguma lutarem pelas verdades bíblicas e na prática jogarem-as no lixo, como que se pudessem existir duas (ou mais) verdades bíblicas quanto à salvação.

"Apegue-se firmemente à mensagem fiel, da maneira como foi ensinada, para que seja capaz de encorajar outros pela sã doutrina e de refutar os que se opõem a ela." (Tt 1.9)

Espero ter respondido sua pergunta.

Em Cristo,
Filipe Luiz C. Machado

Nota:
Imagem - De cima: Calvinismo - Essa camiseta me escolheu. De baixo: Arminianismo - Eu escolhi essa camiseta.

Comente com o Facebook:

Um comentário :

  1. "Andar" com arminianos = negar a minha fé

    O fato de "estarmos juntos com outros que rejeitam totalmente essa verdade" não faz a minha fé mais fraca, ou torna falsa a verdade plantada pelo espirito santo em mim...

    Entendi a sua resposta, e achei muito pertinente no sentido de não nos contaminar com doutrinas falsas...somente achei a afirmação um pouco precipitada, como se uma sentença fosse necessariamente ter a outra como consequência...

    Aline

    ResponderExcluir

Por favor, comente este texto. Suas críticas e sugestões serão úteis para o crescimento e amadurecimendo dos assuntos aqui propostos.

Compartilhe

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

pop-up LIKE

Plugin