"Eu me confesso ser do número daqueles que, aprendendo, escrevem; e escrevendo aprendem" - Agostinho

Se inscreva no meu canal do YouTube!

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

A Felicidade faz bem pra você - Jeremiah Burroughs (1599-1646)



A felicidade faz bem para nós. Quero considerar por que os cristãos que se sentem felizes são pessoas abençoadas.

Em primeiro lugar, os cristãos que são felizes adoram a Deus como Ele deve ser adorado. A verdadeira adoração não é simplesmente freqüentar cultos ou fazer orações. Pelo contrário, é possível participarmos de um culto com o coração tão insatisfeito que afinal Deus não tenha sido adorado de forma alguma. Deus deseja que os cristãos O adorem com tudo o que têm e são. Assim, e somente assim, eles verdadeiramente O agradam e O adoram. Fazer o que Deus quer, isso é adoração: estar satisfeito com o que Deus dá, isso também é adoração. Felicidade e adoração andam juntas.

Em segundo lugar, os cristãos felizes são os que fazem o melhor uso dos dons espirituais que Deus lhes concedeu, tais como fé, humildade, amor, paciência, sabedoria e esperança. Deus almeja ver essas coisas se desenvolvendo em Seu povo, pois as vidas dos cristãos felizes sempre têm uma influência positiva sobre os incrédulos. Por exemplo, pessoas que sofrem sem resmungar são incomuns. Os cristãos que assim procedem dão ótimo testemunho, o qual glorifica a Deus.

Portanto, a terceira coisa que podemos dizer é que os cristãos felizes glorificam a Deus. A natureza O glorifica porque Ele a criou. Os cristãos que permanecem felizes, a despeito de suas provações, O glorificam porque Ele assim os fez. E os incrédulos se convencem de que Deus está operando quando vêem os cristãos felizes em meio a dificuldades.

Outrossim, os cristãos felizes são aqueles a quem Deus Se mostra gracioso. Se desejam que Ele lhes seja bondoso, devem ficar quietos e felizes. Não devem se comportar como crianças mimadas que gritam e berram até conseguirem o que desejam. Pais sábios deixarão que seus filhos gritem e não lhes darão coisa alguma até que fiquem quietos. Os cristãos que pedem algo e depois se enfurecem porque não conseguiram imediatamente o que queriam, sempre descobrem que Deus espera até que eles se acalmem e sejam obedientes, antes de dar-lhes o que precisam. Uma pessoa que se ache aprisionada com correntes, somente conseguirá se machucar se tentar escapar. Ela tem que permanecer quieta até que alguém a coloque em liberdade.

Além disso, os cristãos felizes são as pessoas mais úteis. Pessoas inquietas e instáveis não servem para o serviço de Deus. Elas só estarão prontas para servi-lO quando Ele, através de Seu Espírito, as acalmar. Todos os cristãos são chamados para o trabalho de Deus, não apenas os líderes ou aqueles que recebem treinamento específico. Não deveriam pensar que devido serem pessoas comuns elas não são úteis a Deus, ou que somente algo feito em público constitui serviço a Deus. A única coisa que as torna aptas para o trabalho de Deus é um contentamento espiritual interior.

Em sexto lugar, os cristãos felizes são pessoas mais bem equipadas para resistir a tentações. Pessoas que reclamam se desviam com facilidade. O diabo gosta de ver os cristãos preocupados, e quando eles enfrentam sofrimento ele faz o máximo para convencê-los de que Deus não está sendo justo; então, se convencem de que aquilo não lhes deveria acontecer. Talvez ele tente os cristãos pobres a roubarem ou os faz cair no erro de tomarem vingança com suas próprias mãos. Aqueles que estão contentes com o que Deus manda são protegidos contra tais tentações.

Em sétimo lugar os cristãos felizes são aqueles que se deleitam plenamente na vida aqui e agora. Às vezes as pessoas de poucas posses são mais felizes do que as que possuem muito, porque elas aprenderam como estar contentes com o que têm, assim como uma nação contente com o território que ocupa é mais feliz do que aquela que continuamente guerreia para ampliar suas fronteiras.

Finalmente, os cristãos felizes são os que esperam ardentemente pelas recompensas das promessas de Deus. Deus galardoa cada pessoa pelo que ela fez. Ele recompensará os cristãos por suas boas obras e até mesmo por aquelas boas intenções que não conseguirem concretizar. Ele dará aos perversos o que suas obras merecem, inclusive seus maus intentos que foram impedidos. Portanto os cristãos que sofrem por amor a Cristo sem se amargurarem pelo que padecem podem estar seguros de que não perderão o seu galardão.

Fonte: MayFlower

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Por favor, comente este texto. Suas críticas e sugestões serão úteis para o crescimento e amadurecimendo dos assuntos aqui propostos.

Compartilhe

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

pop-up LIKE

Plugin