"Eu me confesso ser do número daqueles que, aprendendo, escrevem; e escrevendo aprendem" - Agostinho

Se inscreva no meu canal do YouTube!

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Deus é Espírito onipresente – Thomas Watson



Ele é infinito. Todos os seres criados são finitos. Embora o atributo da infinidade seja aplicado a todos os atributos de Deus - ele é infinitamente misericordioso, infinitamente sábio, infinitamente santo - no entanto, a infinitude se aplica mais à onipresença de Deus.

A onipresença de Deus. A palavra grega para "infinito" significa "sem limites ou barreiras". Deus não está confinado a nenhum lugar, ele é infinito e, por isso, está presente em todos os lugares ao mesmo tempo. Seu centro é em todos os lugares. Agostinho disse assim: "o ser de Deus não é confinado ou excluído de qualquer lugar". "Eis que os céus e até o céu dos céus não te podem conter" (lRs 8.27). Os muçulmanos constroem seus templos com o teto aberto para mostrar que Deus não pode ficar confinado dentro deles, porque sua presença está em todos os lugares. A essência de Deus não é limitada às regiões celestes nem ao globo terrestre, mas está em todos os lugares.

Os filósofos dizem a respeito da alma que ela "está em todas as partes do corpo", está no olho, no coração, no pé; podemos dizer também de Deus que sua essência está em todo lugar. Seus limites estão no céu, na terra e no mar e estão em todos os lugares de seu circuito ao mesmo tempo. "Isto é ser infinito." Deus, que cerca todas as coisas, não é cercado por nada. Ele determina os limites do mar, Huc usque, "até aqui deve ir, não além". Ele determina os limites dos anjos. Eles, como os querubins, movem-se e param conforme suas ordens (Ez 10.16), mas ele é infinito, sem limites. Aquele que pode medir os céus e pesar a terra em balança tem de ser infinito (Is 40.22).

Vorstius defende que Deus está em todos os lugares ao mesmo tempo, mas não em relação à sua essência; mas em sua virtude e influência: assim como o corpo do sol está no céu e somente envia seus raios e influências para a terra, ou como um rei que está em todos os lugares de seu reino, autoritativamente, por meio de seu poder de autoridade, mas pessoalmente está em seu trono.

Deus, que é infinito, está em todos os lugares ao mesmo tempo, não somente por sua influência, mas por sua essência; pois, se sua essência enche todos os lugares, então ele tem de estar ali pessoalmente: "Porventura, não encho eu os céus e a terra?" (Jr 23.24).

Porém, nas Escrituras, Deus não diz que o céu é seu trono? (Is 66.1) Também é dito que um coração humilde é seu trono (Is 57.15). O coração humilde é seu trono em relação à sua presença graciosa, e o céu é seu trono em relação à sua presença gloriosa. Contudo, nenhum desses tronos o manterá, pois o céu dos céus não pode contê-lo.

Por: Thomas Watson (1620 - 1686)
Fonte: MayFlower

Comente com o Facebook:

Um comentário :

Por favor, comente este texto. Suas críticas e sugestões serão úteis para o crescimento e amadurecimendo dos assuntos aqui propostos.

Compartilhe

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

pop-up LIKE

Plugin