"Eu me confesso ser do número daqueles que, aprendendo, escrevem; e escrevendo aprendem" - Agostinho

Se inscreva no meu canal do YouTube!

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Sobre o Culto Familiar


Considere primeiro o exemplo de Abraão, o pai da fé e o amigo de Deus. Foi por sua piedade doméstica que recebeu bênção do próprio Jeová, "Porque eu o tenho conhecido, e sei que ele há de ordenar a seus filhos e à sua casa depois dele, para que guardem o caminho do Senhor, para agir com justiça e juízo; para que o Senhor faça vir sobre Abraão o que acerca dele tem falado (Gênesis 18:19). O patriarca é elogiado, aqui, por instruir seus filhos e servos dos deveres mais importantes, "o Caminho do Senhor" - a verdade sobre Sua pessoa gloriosa, Seu direito absoluto sobre nós, o que Ele requer de nós. Note bem as palavras "ele vai comandar-los", ou seja, ele usaria a autoridade que Deus lhe dera como pai e chefe de sua casa, para fazer cumprir os deveres de piedade familiar. Abraão também orou com, bem como instruiu sua família - onde quer que ele armou a sua tenda, lá ele "edificou um altar ao Senhor", (Gênesis 12:7; 13:4). Agora, meus leitores, podemos bem perguntar-nos: Somos nós da "descendência de Abraão" (Gálatas 3:29) - se, "não fazemos as obras de Abraão" (João 8:39) e negligenciamos o grave dever do culto em família?

Os exemplos de outros homens santos são semelhantes ao de Abraão. Considere a piedosa determinação de Josué, que declarou a Israel, "porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor" (Josué 24:15). Nem a elevada posição que ocupou, nem a urgência dos deveres públicos que ele desenvolveu, nem a multidão impediu sua atenção para o bem-estar espiritual de sua família. Novamente, quando Davi trouxe a arca de Deus para Jerusalém com alegria e ação de graças, após o exercício de seus deveres públicos, ele "voltou para casa para abençoar sua família" (2 Samuel 6:20). Além destes eminentes exemplos, podemos citar os casos de Jó (1:5) e Daniel (6:10). Limitando-nos a única no Novo Testamento, pensamos na história de Timóteo, que foi criado em um lar piedoso. Paulo chamou à memória a "fé sincera", que estava nele, e acrescentou: "a qual habitou primeiro em tua avó Lóide, e em tua mãe Eunice". Há de se admirar, então, que o apóstolo podia dizer "E que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras" (2 Timóteo 3:15).

- por A. W. Pink (1886-1952)
Fonte: http://gracegems.org/Pink2/family_worship.htm (tradução de Fábio Martins)

Comente com o Facebook:

4 comentários :

Por favor, comente este texto. Suas críticas e sugestões serão úteis para o crescimento e amadurecimendo dos assuntos aqui propostos.

Compartilhe

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

pop-up LIKE

Plugin