Pular para o conteúdo principal

Sou eu. Não sou eu.



Há alguns anos, uma revista me pediu para escrever um artigo. Ele deveria responder a uma questão simples: Qual o maior obstáculo para o Evangelho hoje? Eu tropecei nesse artigo hoje e pensei que deveria dividir com vocês.

Você conhece a história contada repetidamente, tenho certeza. G.K. Chesterton, junto com outros autores proeminentes de seu tempo, foram convidados pelo The Times para responder à essa questão: “O que há de errado com o Mundo?”. Sua resposta foi bela em sua simplicidade e brilhante em sua profundidade.

"Caros senhores,
Sou eu.
Sinceramente,
G.K. Chesterton"

Enquanto pondero sobre os grandes obstáculos para o Evangelho, não posso deixar de sentir que as palavras de Chesterton são aplicáveis a essa questão também. Ao mesmo tempo, sinto como se elas estivessem erradas, muito erradas.

Sou eu

Eu, como cristão, sou um obstáculo para o avanço do Evangelho e para seu poder no mundo.

Eu sou um obstáculo ao Evangelho quando perco a confiança no Evangelho – na poderosa simplicidade das boas novas de que Jesus Cristo morreu para salvar pecadores. Nossa era tem visto mais inovações no Evangelho que qualquer outra. Temos um acesso sem precedentes a programas, técnicas e tecnologias que afirmam ser capazes de melhorar o avanço do Evangelho. Porém, como é fácil perceber que minha confiança está nos programas ou nos instrutores ou nas tecnologias, ao invés de estar na mensagem do Evangelho. Quão rápido sou em preferir mais minha própria mensagem e meus próprios métodos àqueles que Deus me deu.

Eu sou um obstáculo ao Evangelho quando falho em fazer aquilo que confesso. Quando afirmo seguir a Cristo, mas permito que minhas ações traiam minhas palavras, um mundo espectador zomba do Evangelho, e o faz justificadamente. Quando afirmo que fui transformado pela graça de Deus, mas vivo como se Deus não tivesse realizado qualquer mudança, faço outros desprezarem o Evangelho. Robert Robinson disse isso eloquentemente em seu grande hino “Come, Thou Fount of Every Blessing” [Fonte és Tu de Toda Bênção]: “Inclinado a desgarrar-me, Senhor, inclinado a deixar o Deus que amo”. Vivendo em constante tensão de ser santo e pecador, sou inclinado a desgarrar-me de Quem eu amo; inclinado a viver como se Ele nada fosse para mim. E nisto, sou um obstáculo ao Evangelho.

Não sou eu.

Da minha perspectiva humana, sou o maior obstáculo ao Evangelho. Mas a Bíblia me diz para olhar mais alto. Ela me diz com clareza gloriosa que nada, ninguém, é capaz de obstruir o Evangelho. Ela me ensina a pôr minha confiança no Deus cujos planos não podem ser frustrados. Minha falta de confiança no Evangelho, minha indiferença a isso e minha infidelidade em anunciá-lo não podem verdadeiramente ser obstáculos para a obra de Deus. Deus reina supremo sobre tudo.

"Seu domínio é sempiterno, e seu reino é de geração em geração. Todos os moradores da terra são por ele reputados em nada; e, segundo a sua vontade, ele opera com o exército do céu e os moradores da terra;
não há quem lhe possa deter a mão, nem lhe dizer: Que fazes?" (Daniel 4.34b-35).

Nenhuma pessoa que verdadeiramente busca a Deus será impedida de abraçar a Cristo como Senhor e Salvador. Cristo, o Bom Pastor, enviou Seu Espírito para reunir um povo para si. Cristo conhece suas ovelhas e suas ovelhas o conhecem. Ele as atrairá para si e nenhuma será perdida; nenhuma pode ser perdida. Longe de mim pensar que posso ficar no caminho de Deus, o Criador e Sustentador de tudo o que era, o que é e o que há de ser.

Qual é o maior obstáculo para o Evangelho hoje? Eu sou, mas nada é. Deus reina supremo.

- por Tim Challies
Fonte: iPródigo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A mulher deve se vestir de modo que nenhum homem venha pecar por sua causa

Muitas mulheres e moças atualmente perderam seu próprio valor e muitas mulheres cristãs não tem se dado conta disso - o que acaba por as levar se vestindo conforme o mundo tem ditado; isto é, a moda. Por que digo isso?  Tenho notado o quanto muitas mulheres e moças têm se iludido ao pensarem que é bonito usarem vestimentas que mostram todas as suas curvas, tais como: roupas justíssimas delineando seu corpo, shorts e saias curtas e blusas decotadas. Mas, se fosse para ser  assim, Deus não teria vestido Adão e Eva como diz na Bíblia: " E o Senhor Deus fez túnicas de peles para Adão e sua mulher, e os vestiu " (Gênesis 3:21). Na palavra também está escrito: " Que do mesmo modo as mulheres se ataviem em traje honesto, com pudor e modéstia, não com tranças, ou com ouro, ou pérolas, ou vestidos preciosos. Mas (como convém a mulheres que fazem profissão de servir a Deus) com boas obras " (1 Timóteo 2:9-10). Noto ainda que muitas mulheres e moças usam roupas indecentes co

É pecado um casal de namorados dormir junto?

É pecado um casal de namorados dormir junto? - por Filipe Luiz C. Machado Recentemente um irmão em Cristo perguntou-me sobre a legitimidade - ou não - para um casal de namorados poder dormir junto. Confesso que esse é um ponto delicado, mas creio que - mais uma vez - as Escrituras nos revelam aquilo que devemos fazer. É importante notarmos, primeiro, sobre que tipo de situação nos rodeia. Uma coisa é um casal de namorados que viaja de avião e cuja aeronave cai no meio da floresta, restando poucos sobreviventes e ainda por cima, estavam na estação do inverno, o que implica dizer que necessariamente todos precisam dormir juntos - para se aquecer, caso contrário, morrerão. Mas é claro que essa é uma situação hipotética e nela seria perfeitamente coerente dormir junto, pois seria um pecado deixar alguém morrer de frio quando podia-se evitá-lo. Porém, mesmo a realidade dos namorados não é esta do avião, é a partir do dia-a-dia que as dúvidas surgem. Muitos namorad

A importância da Renúncia

Texto por Angela E. P. Machado ----- “E, pondo-se Jesus a caminho, correu um homem ao seu encontro e, ajoelhando-se, perguntou-lhe: Bom Mestre, que farei para herdar a vida eterna? Respondeu-lhe Jesus: Por que me chamas bom? Ninguém é bom senão um, que é Deus. Sabes os mandamentos: Não matarás, não adulterarás, não furtarás, não dirás falso testemunho, não defraudarás ninguém, honra a teu pai e tua mãe. Então, ele respondeu: Mestre, tudo isso tenho observado desde a minha juventude. E Jesus, fitando-o, o amou e disse: Só uma coisa te falta: Vai, vende tudo o que tens, dá-o aos pobres e terás um tesouro no céu; então, vem e segue-me. Ele, porém, contrariado com esta palavra, retirou-se triste, porque era dono de muitas propriedades.” Marcos 10.17-22 Neste breve texto, vemos o reflexo daquilo em que os judeus acreditavam. Pensavam eles que as riquezas eram um sinal da aprovação de Deus e que os ricos teriam maiores possibilidades de serem salvos, ou seja, de alcançarem a vida etern