"Eu me confesso ser do número daqueles que, aprendendo, escrevem; e escrevendo aprendem" - Agostinho

Se inscreva no meu canal do YouTube!

sábado, 5 de janeiro de 2013

O Problema de Focar no Seu Casamento



Focar no seu casamento pode ser uma boa coisa. E isso pode realmente bagunçar tudo.

Isso depende do tipo de foco você está dando. Se isso envolver uma sessão extra de atenção, consciência e investimento, para aprofundar as raízes ou para curar - e então para melhor refletir Jesus e Sua noiva - isso pode ser uma dádiva. Muitos de nós temos lucrado com épocas como essa, e talvez deveríamos fazer isso com mais freqüência.

Porém há um outro tipo de foco no seu casamento - e em particular, os bons efeitos do casamento - que podem verdadeiramente roubar o casamento do seu poder para transformar o mundo designado por Deus.
Os Maravilhosos Efeitos do Casamento

Casamento é uma extraordinária realidade, a qual frutifica extraordinariamente não apenas na igreja, mas também na sociedade. É um trágico sinal de que um tsunami de dor está vindo quando a civilização começa a mexer com sua concepção de casamento.

Os bons efeitos incluem, entre outras coisas, beneficiar a saúde, emprego, aumentar os ganhos, o sucesso material dos filhos e até mesmo remediar a pobreza. O casamento sustenta incomparavelmente a balança social em benefício dos pobres, minorias e crianças.

Comece fazendo uma lista dos frutos, e irá parecer que os efeitos pragmáticos de casamentos sólidos são inesgotáveis. Mas o perigo espreita.
Quem Está no Centro

Deus não criou o casamento para ser o centro do universo na nossa vida, mas sim Seu eterno Filho. Ele quer nos dizer para termos nosso crucificado e ressurreto noivo no centro, e por causa do peso de Sua pessoa e obra, manter o planeta casamento - de grande tamanho em termos de planetas, mas ofuscado pelo sol - em sua órbita adequada e no seu campo gravitacional de suporte a vida. O casamento não significa meramente uma sociedade frutífera. O casamento é para nos mostrar Jesus e seu poder de mudar o mundo.

No livro "Esse Casamento Momentâneo"¹, John Piper reconhece que ele deixa de falar muito sobre os bons efeitos do casamento. Mas há um plano nisso. Os problemas vêm quando nós focamos em nosso casamentos como o grande remédio para os problemas da sociedade, ao invés da graça do Noivo para quem o casamento aponta.

"Focar nos efeitos pragmáticos do casamento mina o próprio poder do casamento para alcançar os efeitos desejados. Em outras palavras, por causa de todos esses benéficos efeitos práticos, nós não devemos focar neles. Esse é o modo de vida que foi designado por Deus para funcionar. Faça d'Ele e da glória do Seu filho o centro, e você obtém os efeitos práticos inclusos. Faça dos efeitos práticos o centro e você perde ambos.
… Quero que as pessoas florescam em todos os sentidos. Quero que os pobres levantem-se em alegria, auto sustento, trabalho produtivo e famílias estáveis. Portanto, por causa destes bons efeitos do casamento, que seja anunciado com alegria que há razões para o casamento que são muito mais importantes.

O casamento não é principalmente a respeito de prosperar economicamente; é sobre exibir a contínua aliança de amor entre Cristo e Sua igreja. Conhecer a Cristo é mais importante do que ganhar a vida. Entesourar Cristo é mais importante do que criar filhos. Estar unido a Cristo pela fé é uma fonte maior de sucesso no casamento do que sexo perfeito e prosperidade com renda em dobro.

Se nós fizermos das coisas secundárias o primárias, elas cessam de ser secundárias e tornam-se idolatria. Elas tem seu lugar. Mas elas não estão em primeiro, e elas não estão garantidas...

Assim é com o casamento. Ele é um presente momentâneo. Ele pode durar uma vida inteira, ou pode ser arrebatado na lua de mel. De qualquer forma, ele é breve. Ele pode ter muitos dias ensolarados ou pode ser nublado. Se nós fizermos das coisas secundárias as primárias, nós vamos ser amargurados nas tristrezas que vamos enfrentar. Mas se nós decidirmos fazer do casamento, sobretudo, aquilo que Deus designou para ser, nem tristezas e nem calamidades podem ficar no nosso caminho. Cada um deles será, não um obstáculo para o avanço, mas um caminho para avançar. A beleza do amor pactual duradouro entre Cristo e Sua noiva brilha infinitamente mais quando nada além de Cristo pode sustentar isto".

- por David Mathis

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Por favor, comente este texto. Suas críticas e sugestões serão úteis para o crescimento e amadurecimendo dos assuntos aqui propostos.

Compartilhe

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

pop-up LIKE

Plugin