"Eu me confesso ser do número daqueles que, aprendendo, escrevem; e escrevendo aprendem" - Agostinho

Se inscreva no meu canal do YouTube!

sábado, 3 de dezembro de 2011

Paulo orando pelos mortos?


- Textinho que escrevi hoje para o boletim semanal de nossa congregação -

"Conceda o Senhor misericórdia à casa de Onesíforo, porque, muitas vezes, me deu ânimo e nunca se envergonhou das minhas algemas; antes, tendo ele chegado a Roma, me procurou solicitamente até me encontrar. O Senhor lhe conceda, naquele Dia, achar misericórdia da parte do Senhor. E tu sabes, melhor do que eu, quantos serviços me prestou ele em Éfeso" (2 Timóteo 1.16-18).

Recentemente ouvi de uma colega, ainda indecisa entre o catolicismo e o evangelho (sim, pois catolicismo e evangelho são coisas totalmente distintas uma da outra), que em 2 Timóteo 1.18 Paulo fez uma oração por Onesíforo, o qual, segundo a leitura dela (e dos católicos romanos em geral), já havia morrido. Muito embora a discussão tenha sido no seu mural do Facebook, ela mesma não apareceu lá para comentar nada. Mas houve quem o fizesse. Deixando de lado essas questiúnculas, vamos ao ponto.

Basicamente, são dois os argumentos usados pelos católicos para defender que Onesíforo estava morto. O primeiro é a referência que Paulo fez ao dia do julgamento final (“aquele Dia”). Para os romanistas esta seria uma prova irrefutável de que o amigo de Paulo já se encontrava em uma situação de além-túmulo. Contudo, o fato de Paulo ter feito menção ao dia do Juízo Final nesse contexto não prova o ponto de vista católico, visto que, no versículo 12, Paulo também faz menção a esse Dia. Se realmente é verdade que Onesíforo estava morto somente porque Paulo fez referência ao Juízo Final, penso que os católicos, por uma questão de coerência, deveriam se prontificar a crer que a presente carta a Timóteo foi psicografada.

O segundo argumento que eles apresentam é o de que Onesíforo já estava morto porque Paulo saúda a “a casa de Onesíforo” (2 Tm 4.19), e não o próprio Onesíforo. Com isso, alguns afirmam que, se Onesíforo estivesse vivo, Paulo o saudaria, em vez de saudar sua família. Esse argumento é logo dissolvido se levarmos em consideração que Onesíforo ainda estava em Roma (ou mesmo a caminho de Éfeso), ao passo que sua família estava em Éfeso, cidade onde Timóteo estava pastoreando na ocasião. Além do mais, a “casa de Onesíforo” não deveria incluir ele próprio?

Que Onesíforo não estava morto no momento em que Paulo escreveu a sua segunda carta a Timóteo eu não tenho a menor dúvida. A Escritura é clara quando afirma que “aos homens está ordenado morrer uma só vez, vindo depois disso o juízo” (Hb 9.27), e o apóstolo jamais contradiria algum princípio dela. Portanto, nenhuma oração é capaz de mudar o destino de quem já partiu desta vida. 

Soli Deo Gloria!

Por Leonardo Bruno Galdino

Comente com o Facebook:

5 comentários :

  1. Miguel Gomes dos Santos9 de abril de 2012 09:54

    Não há diferença entre catolicismo e envagelho. Não há distinção entre estes. Sou católico e leio o evangelho, e fico triste ao saber que Cristãos como você, interpretam nós, irmãos em Cristo, de tal maneira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Miguel.

      Se não houvesse diferença entre católicos (melhor dito, romanistas) e evangélicos (melhor dito, cristãos), não teria o porquê de ter acontecido a Reforma Protestante. Ao contrário do que imagina-se, há um abismo intransponível de um lado para o outro, de modo que a mensagem de uma é [quase que] completamente oposta à outra.

      Se o amigo tiver interesse, podemos continuar essa conversa via e-mail. Se quiser, escreva-me para filipe.machado.123@gmail.com

      Um abraço e grato pela visita.

      Excluir
    2. Evangélico, é todo aquele que Crê no evangelho;
      Cristão é todo o indivíduo que adere ao Cristianismo, uma religião monoteísta abraâmica centrada na vida e nos ensinamentos de Jesus de Nazaré;
      Portanto, católicos são SIM evangélicos e cristãos, e você é PROTESTANTE, isso se chama estudo da historia, isso se chama não ser preconceituoso, como disse o amigo Miguel acima, "fico triste ao saber que Cristãos como você, interpretam nós, irmãos em Cristo, de tal maneira."
      E sempre que falar algo, deixe que a pessoa lhe responda pelo mesmo canal, não seja covarde de fugir oferecendo um canal alternativo e de nenhuma visibilidade como o seu e-mail!

      Excluir
  2. Boa noite, não sou Católico nem evangélico, sou formado em teologia, e o que percebo é que Cristo veio para nos ensinar algo amais do que ficar perdendo tempo com quem sabe mais ou não, muitas vezes esquecemos o grandioso ensinamento que ele nos ensinou: O AMOR! Nada vale se voces estudam muito e não praticam o amor com o proximo, ao invés de perder tempo se e certo orar pelos falecidos ou não, juntem-se e pratiquem o amor, com certeza Isso irá agradar muito mais a Deus.

    ResponderExcluir
  3. Esse cidadão desse blog ou é desonesto intelectualmente ou é ignorante mesmo, o cara pra começar um blog desse dizendo criando um abismo de discórdia entre o catolicismo e evangelho não merece nem atenção. Vem com essa história de escrever pra email e fica falando daquilo que pelo jeito não entende nada. Mais uma ideologia que satisfaz um interesse próprio ou de terceiros que se utilizam de argumentos mau interpretados.

    ResponderExcluir

Por favor, comente este texto. Suas críticas e sugestões serão úteis para o crescimento e amadurecimendo dos assuntos aqui propostos.

Compartilhe

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

pop-up LIKE

Plugin