Pular para o conteúdo principal

O chamado de Jeremias e nossa incapacidade


"Assim veio a mim a palavra do Senhor , dizendo: Antes que eu te formasse no ventre, eu te conheci; e, antes que saísses da madre, te santifiquei e às nações te dei por profeta. Então, disse eu: Ah! Senhor Jeová ! Eis que não sei falar; porque sou uma criança. Mas o Senhor me disse: Não digas: Eu sou uma criança; porque, aonde quer que eu te enviar, irás; e tudo quanto te mandar dirás. Não temas diante deles, porque eu sou contigo para te livrar, diz o Senhor . E estendeu o Senhor a mão, tocou-me na boca e disse-me o Senhor : Eis que ponho as minhas palavras na tua boca. Olha, ponho-te neste dia sobre as nações e sobre os reinos, para arrancares, e para derribares, e para destruíres, e para arruinares; e também para edificares e para plantares." Jeremias 1:4-10

O chamado de Jeremias ao ministério profético é um dos mais famosos textos do antigo testamento. No relato, vemos Deus convocando um jovem que reluta, tenta se esconder atrás de suas limitações e, por fim, cede. Ao perceber que seus argumentos haviam sido refutados de forma inquestionável por Deus, o profeta se viu diante do maior dilema de sua vida: olhar para minhas limitações e recuar ou confiar no Deus que me capacita e seguir em frente?

É um erro acreditar que Jeremias era um covarde sem causa. Seus motivos eram plausíveis: o mundo não vivia seus melhores dias. Egito, Assíria e Babilônia disputavam o poder a preço de sangue e, Israel --além de ser umas das nações disputadas por essas três potências militares -- vivia internamente um dos períodos mais negros de sua história; a idolatria que fora propagada por governantes que antecederam o ministério de Jeremias havia tomado conta da nação, e como se não bastasse o colapso mundial por conta das intermináveis guerras, o juízo de Deus era iminente sobre o povo idólatra.

Diante desse cenário,  é de se esperar que um jovem de 20 anos (essa era a idade de Jeremias quando foi chamado) procure as mais variadas desculpas para não ter de assumir uma responsabilidade tão grande. O que causa certa estranheza é que Jeremias não culpa as circunstâncias externas. Ele não usa as guerras ou a idolatria para tentar persuadir ao Senhor. O que ele faz é olhar para dentro de si mesmo e, após fazer uma auto-análise, declara: "Eis que não sei falar: porque sou uma criança.". Com tantos argumentos possíveis, Jeremias lançou  exatamente aquele que jamais devia ter usado, pois ele quis se valer da sua própria incapacidade sem considerar que estava diante d'aquele que capacita. Naturalmente,  o jovem profeta fracassou em seu intento de se esquivar do seu chamado. Saiu dali para ser um dos maiores profetas da história.

Atualmente, não é difícil encontrarmos jovens que, ao se depararem com um dilema semelhante ao de Jeremias, tendem a cometer o mesmo equívoco. O medo de errar faz com muitos passem a vida toda sem um único acerto. São cristãos que confiam em Deus para lhes dar um bom casamento, uma boa casa e uma saúde estável. Mas quando se trata de usarem as capacidades que esse mesmo Deus lhes concedeu, hesitam. O receio que se tem da reação do outro faz com deixem de confiar naquele que os capacitou.

É por essa razão, que cresce a cada dia o número de cristãos frustrados, principalmente na área profissional. Gastam tanto tempo olhando suas limitações que acabam por não perceberem os belos talentos que Deus lhes deu. É óbvio que devemos buscar corrigir nossas falhas, mas viver como se nossa realidade se limitasse a elas é um sinal de que precisamos reaprender o significado do que é a suficiência em Cristo. Quando estamos nEle, é Ele quem nos capacita. Sendo assim, por que duvidar? Use aquilo que Deus lhe deu da melhor maneira possível para que, através de você, o nome dele seja glorificado. Olhe menos para a criança que você julga ser. Você não é. Ele lhe deu talentos e responsabilidades. Use-os! Ele estará sempre disponível para te ajudar. Confie menos em você e mais nEle.

Encerro com as palavras do apóstolo Paulo:

"E é por Cristo que temos tal confiança em Deus; não que sejamos capazes, por nós, de pensar alguma coisa, como de nós mesmos; mas a nossa capacidade vem de Deus" (2Co 3.4-5).

- por Alcino Júnior
Fonte: Alcino Júnior

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A mulher deve se vestir de modo que nenhum homem venha pecar por sua causa

Muitas mulheres e moças atualmente perderam seu próprio valor e muitas mulheres cristãs não tem se dado conta disso - o que acaba por as levar se vestindo conforme o mundo tem ditado; isto é, a moda. Por que digo isso?  Tenho notado o quanto muitas mulheres e moças têm se iludido ao pensarem que é bonito usarem vestimentas que mostram todas as suas curvas, tais como: roupas justíssimas delineando seu corpo, shorts e saias curtas e blusas decotadas. Mas, se fosse para ser  assim, Deus não teria vestido Adão e Eva como diz na Bíblia: " E o Senhor Deus fez túnicas de peles para Adão e sua mulher, e os vestiu " (Gênesis 3:21). Na palavra também está escrito: " Que do mesmo modo as mulheres se ataviem em traje honesto, com pudor e modéstia, não com tranças, ou com ouro, ou pérolas, ou vestidos preciosos. Mas (como convém a mulheres que fazem profissão de servir a Deus) com boas obras " (1 Timóteo 2:9-10). Noto ainda que muitas mulheres e moças usam roupas indecentes co

É pecado um casal de namorados dormir junto?

É pecado um casal de namorados dormir junto? - por Filipe Luiz C. Machado Recentemente um irmão em Cristo perguntou-me sobre a legitimidade - ou não - para um casal de namorados poder dormir junto. Confesso que esse é um ponto delicado, mas creio que - mais uma vez - as Escrituras nos revelam aquilo que devemos fazer. É importante notarmos, primeiro, sobre que tipo de situação nos rodeia. Uma coisa é um casal de namorados que viaja de avião e cuja aeronave cai no meio da floresta, restando poucos sobreviventes e ainda por cima, estavam na estação do inverno, o que implica dizer que necessariamente todos precisam dormir juntos - para se aquecer, caso contrário, morrerão. Mas é claro que essa é uma situação hipotética e nela seria perfeitamente coerente dormir junto, pois seria um pecado deixar alguém morrer de frio quando podia-se evitá-lo. Porém, mesmo a realidade dos namorados não é esta do avião, é a partir do dia-a-dia que as dúvidas surgem. Muitos namorad

A importância da Renúncia

Texto por Angela E. P. Machado ----- “E, pondo-se Jesus a caminho, correu um homem ao seu encontro e, ajoelhando-se, perguntou-lhe: Bom Mestre, que farei para herdar a vida eterna? Respondeu-lhe Jesus: Por que me chamas bom? Ninguém é bom senão um, que é Deus. Sabes os mandamentos: Não matarás, não adulterarás, não furtarás, não dirás falso testemunho, não defraudarás ninguém, honra a teu pai e tua mãe. Então, ele respondeu: Mestre, tudo isso tenho observado desde a minha juventude. E Jesus, fitando-o, o amou e disse: Só uma coisa te falta: Vai, vende tudo o que tens, dá-o aos pobres e terás um tesouro no céu; então, vem e segue-me. Ele, porém, contrariado com esta palavra, retirou-se triste, porque era dono de muitas propriedades.” Marcos 10.17-22 Neste breve texto, vemos o reflexo daquilo em que os judeus acreditavam. Pensavam eles que as riquezas eram um sinal da aprovação de Deus e que os ricos teriam maiores possibilidades de serem salvos, ou seja, de alcançarem a vida etern