"Eu me confesso ser do número daqueles que, aprendendo, escrevem; e escrevendo aprendem" - Agostinho

Se inscreva no meu canal do YouTube!

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

O que dizer dos dízimos e das ofertas?

Texto por
Filipe Luiz C. Machado

Não é de hoje e nem de ontem que ouvimos e lemos sobre dar o dízimo ao Senhor. Fomos ensinados a trazer nossos dízimos e ofertas e dizimar na casa do Senhor.
Mas será que é isso mesmo?
-----

"Irmãos! Jesus disse que devemos pagar o tributo a César e também o tributo a Deus, que é o nosso dízimo!"

Quem nunca ouviu esta expressão? Todos que cresceram ou que já frequentaram regularmente alguma igreja sabem muito bem que esse texto é regularmente usado na hora de pedir os dízimos e as ofertas. Analisaremos mais tarde se o texto em vigor pode ser utilizado para este fim. Por ora, façamos uma rápida análise dos dízimos e das ofertas e vejamos para que e como eles eram utilizados no A.T.

Os dízimos e as ofertas eram trazidos pelo povo de Israel ao templo. Eles serviam para a manutenção e sustento dos levitas. Fora uma ordenança de Deus para o povo de Israel. Em Levítico 27.32 lemos: "No tocante a todas as dízimas do gado e do rebanho, tudo o que passar debaixo da vara, o dízimo será santo ao SENHOR". Vemos que o dízimo então era algo santo para Deus. Os israelitas também tinham grande temor quanto a essa prática, pois não queriam e nem deveriam ferir a santidade do Senhor. O povo trazia seus dízimos com o intuito de prover aquilo que o templo necessitava para se manter, além da primícia de ser uma ordenança dada por Deus.

Hoje em dia com o intuito de se sustentar uma igreja local, muitos pastores e obreiros tem se utilizado da prática dos dízimos para conseguirem recursos necessários para se manter a obra. É mais do normal que uma igreja necessite de dinheiro para pagar suas contas e dívidas. Porém tenho algumas considerações acerca da prática dos dízimos nas igrejas.

1. Como vimos, os dízimos serviam única e exclusivamente para sustento do templo. Após a vinda de Jesus, foi instituído um novo templo. Antes de Jesus morrer ele disse que destruiria o templo e em 3 dias o reconstruiria. A estrutura templária foi destruída para que em nós fosse inserida uma nova forma de pensar quanto ao que é o verdadeiro templo de Deus. O que hoje entendemos é que Deus não habita mais em templos feitos por mãos humanas, mas sim no coração daqueles que o buscam e vivem um vida conforme o seu querer.

1Coríntios 3.16 "Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?"

Paulo é enfático ao afirmar que hoje nós somos o templo de Deus. O templo não existe mais e por isso não há mais um lugar específico se adorar a Deus. Nossa vida passou a ser habitação de Deus e deve ser vivida como um culto constante ao criador e provedor de todas as coisas.

2. Há quem sustente que sem os dízimos é impossível sustentar uma igreja. Eu porém discordo desta afirmação. Devemos entender que não existe mais uma "igreja" no sentido de que ali se encontra o Senhor Jesus nos domingos a noite. Jesus está em nós e nós somos sua habitação. Neste ponto é importante salientar que embora não exista mais essa igreja (templo), nada nos proíbe de termos um local fixo para nos reunirmos e refletirmos. Não existe tal proibição, contudo não devemos nos reunir e pensarmos que podemos e devemos adotar todas as práticas do povo de Israel do A.T. Reunião é uma coisa, templo é outra.

3. Se os dízimos e as igrejas não "existem" mais, o que nós devemos fazer?

Mateus 22.20 "Dai pois a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus".

Voltamos ao nosso texto inicial e com isso peço que você leia atentamente todo o capítulo 22 e verá que ele nada tem a ver com dízimos. Ele fala sobre um assunto completamente diferente, nem mesmo cita qualquer elemento que possa denotar dinheiro ou riqueza. O contexto deste versículo não nos deixa usá-lo para pedir dízimos. Alguns podem supor que se não existe mais o dízimo, também não existe o ato de ofertar a Deus. Porém esse pensamento se mostra falho e contrário as escrituras.

Amados, Deus não quer o nosso dízimo, nossa oferta ou qualquer coisa que nós possamos oferecer. Nada do que temos ou possuímos pode agradar a Deus. Ele apenas quer e tem o nosso coração.

A passagem que lemos acima nos informa como devemos proceder e que devemos pagar aquilo que o sistema do mundo exige. Impostos, cobranças, taxas e outras coisas são o que devemos dar a César. A Deus devemos dar o coração e nosso total dispor para com sua obra.

O verdadeiro cristão não é aquele que se limita a trazer somente 10% da sua renda corriqueira. O verdadeiro cristão é aquele que tem consciência de que tudo que ele possui pertence ao Senhor, e isto inclui o dinheiro, tempo, bens materiais, conhecimento, corpo físico e tantas outras coisas.

O fato de não termos mais os 10% como regra imposta por Deus, não nos deve levar a pensar que agora estamos livres de toda e qualquer contribuição. Pelo contrário, devemos levar sempre em nossos corações o princípio dos dízimos, princípio esse que Paulo muito bem expressou, dizendo:

"Portanto, quer comeis, quer bebais, ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus" 1Coríntios 10.21

Deus abençoe a todos!

Comente com o Facebook:

11 comentários :

  1. hahahaha nunca havia pensado em aplicar esse sentido ao famoso "dizimar" na igreja...

    Já escrevi sobre o assunto tb, confira aí:
    http://www.militarcristao.com.br/estudos.php?acao=texto&id=7

    Abs!

    ResponderExcluir
  2. MUITO PERTINENTE SUA COLOCAÇÃO, MAS, ME PERMITA DIZER QUE SEGUNDO BUENO(2001, P. 210)DÍZIMO É SUBSTANTIVO MASCULINO E DIZIMAR É VERBO, LOGO SÃO PALAVRAS DISTINTAS. PARABÉNS PELO BLOG, UM ABRAÇO

    ResponderExcluir
  3. concordo que o dizimo não e um obrigação,pois e uma obra da lei como paulo disse ou a lei ou Cristo e quem que viver para lei cumpra ela toda e por ela será julgado.Muito defendem que o dizimo não e da lei pois ante de ser contituida a lei por intermedio de moiseis abraão e jaco deram dizimo entretando foi algo voluntario da parte deles e não um obrigação si eu de bom coração quero oferta ou até da o dizimo voluntariamente eu posso com amor como diz 1 co 13:3 se eu fazer algo sem amor nada disso ne aproveitará . Os dizimos eram para os levitas sacerdotes viuvas orfão e estrageiros ou seja pessoas que tinham nessecidades não tinha herança não trabalhava esse era o dizimo . mais na igreja primitiva vemos que não exesti dizimo mais oferta a medida que alguem tinha necessidade os irmão de bom coração ofertava então concluindo o dizimo não e uma pratica de obrigação mais sim de amor que quer dar dizimo a Deus pode sim mais si for voluntario e não algo imposto não estamos na lei outra vez repto isso e algo que vem da pessoa se vc que fazer uma alinça com Deus então faça e de na sua igreja para que a obra de Deus continue e certo que Deus não que nosso dinheiro ele e dono do ouro e da prata o proposito de dizimo e oferta no a.t e de oferta no n.t e simplismente amor para o homem ajudar o homem os profetas precisam de sustento os misionarios e os podres da sua igreja e de todo o mundo isso e uma ato de amor eu sei de todas esse coisas porem dou dizimo para ajudar na obra de DEUS e não para prova Deus quem sou eu para provar DEUS e tambem oferto na obra de Deus por amor a obra de Deus agora aos pastores que não sabiam disso comece a praticar isso tenham fé o justo vive pela fé para de coloca remendo novo em vestes venhas a lei morreu viva a graça

    a paz do Senhor Jesus estejam sempre convosco Fabio Lopes

    isso aqui não e motivo para irmãos sairem as suas igrejas encadalizar os outros irmão longe de mim tal coisa não lagem a fé em Jesus lembre-se homens são falhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. meu irmão infelismente você está equivocado, o dizimo não é uma obra da Lei, pois há relatos dele bem antes da Lei, quando abraão entregou o dizimo de tudo que havia conquistado ao Rei e Sumo sacerdote Meuquisedeque. leia mais a Biblia.

      Excluir
  4. Excelente matéria. Fico feliz ao ver que Deus tem providenciado pessoas fiéis, coerentes e não manipuladoras, como vemos diariamente nas tvs, rádio, "TEMPLOS", etc.
    Há muito tempo entro em conflito com essas doutrinas manipuladas e interesseiras e antes me sentia só; e até mesmo um rebelde,às vezes. O único lider conhecido que vi tratar esse assunto com honestidade até hoje foi o rev. Caio Fábio, que repete o discurso verdadeiro aqui escrito. Vale a pena procurar no youtube o Caio Fabio falando, ou melhor, dando uma aula sobre o livro de Malaquias, que inescrupulosamente os religiosos de hoje utilizam para estorquir o povo de boa fé. Vemos pastores enriquecendo e andando em carros blindados, aviões de dezenas de milhões de reais, enquanto o povo que contribui para isso tem, muitas vezes, sequer o que comer. Glória a Deus pela verdade revelada! Ofertemos, como igreja apostólica que devemos ser, sempre permanecendo na doutrina dos apóstolos, como vemos no livro de Atos. Dividamos o que temos, ou aprendamos, primeiro; pois como evengélico de berço que fui, nunca ouvi ninguém ensinando isto, apenas "dar o dízimo no templo". E sempre vi pessoas humildes sem que ninguém com elas se importassem. Quando muito, uma esmola (coisa nojenta) pra não dizerem que a igreja não fez nada por aquela pobre vida. Vamos ofertar, irmãos, e ofertar muito! Olhe pro seu lado que certamente você verá alguém necessitado e que o Senhor colocou próximo a vc pra que você reparta um pouco do que tem com ele. Deus abençoe a todos e um abraço ao Filipe Luiz!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vão conhecer a palavea de Deus existem muito que se dizem "pastores" extorquindo o povo mesmo.
      A igreja que vcs congregam quem paga luz, água, depende dos dízimos. Ou vcs congregam debaixo de um poster.
      Na casa de Deus não dão mais querem o melhor na costa de quem ou melhor dizendo a custa do irmão?

      Excluir
  5. Bem aventurado o "homen" que não teme em dizer a verdade, penso que temos que nos unir para que mais e mais Cristãos possam ter este conhecimento,Deus diz o meu Povo perece por falta de conhecimento é triste saber que muita gente depende dos doumingos para ouvir a palavra de Deus, e quando elas vão ao "culto" acabam ouvindo um monte de mentiras ,acabam ouvindo pregassoes fora do contexo
    Pobres almas que pregam o texto fora do contexto e ofercem promessas que Deus não autorisou.. estão até hoje esperando, e até se questionando por que Senhor? isto ou aquilo...
    Malaquias 1:1 Sentença pronunciada pelo Senhor contra Israel, por Malaquias.Não ha duvidas sobre o texto, para quem e quem mandou a sentença .Qem nós somos? isto mesmo, somos gentios só nos tornamos herdeiros por meio de nosso Grande Sacerdote eterno Jesus Cristo o Senhor, por sua Graça inrresistivel. Mano continue assim e conte comigo, estou procurando Uma igreja que pregue a verdade de Deus,uma igreja não dizimista não pentecostal Não politica, sabe que só tem papo mas não tem obras ,que só quer dinheiro. A biblia diz que devemos dar do que temos e não do que não temos devemos dar de coração e com amor movidos pela fé genuína , se amamos não iremos deixar nossos guias passando necessidades e nem o lugar que escolhemos para ali adorar nosso Deus perecer ...Romulo kniss anjoskniss@yahoo.com.br..

    ResponderExcluir
  6. Sei que há comunidades eclesiais serias e cujos lideres utilizam a contribuição dos fieis em beneficio de de todos. Não posso, contudo deixar de lamentar que existem os vendilhões do templo que se enriquecem à custa da miséria dos ingênuos, que pensam estarem comprado o céu com ofertas que reduzem ainda mais sua condição de vida já precarial

    ResponderExcluir
  7. veja bem sejamos sinceros, o que se faz hoje em nome de Deus é um absurdo, hã muita ganancia e extorsão, e se usa a biblia para defender tais atos, o dizimo não é algo da lei pois sabemos que Abraão não era de tempo da lei e nele Deus preanunciou o evangelho, que hoje vivemos, e este já era dizimista, mas o maior problema é como os chamados pastores impoem suas ideias, ameaçando e exijido das pessoas a qualquer custo que se traga o dinheiro , que verdade é para sustento dele e sua familia, mas não devemos generalizar, como disse Jesus fazei isto sem omitir aquilo, ou seja devemos sermos contribuintes onde estamos inseridos para manutenção sim, mas sem sermos avarentos e egoístas, antes de ofertar ou dizimar na igreja, devemos sermos melhores como cristãos, tenho muito que falar sobre o assunto mas o espaço aqui não é apropriado, se quiserem conversar me contactem pelo face, afranio barbosa e iremos nos deliciar em estudos bíblicos desprovidos de qualquer intenção religiosa ou denominacional um abraço.

    ResponderExcluir
  8. Eu devolvo apenas o que é de Deus, pois tudo que nós temos é Dele, e o Senhor só nos pede 10%. Muito simples.

    ResponderExcluir

Por favor, comente este texto. Suas críticas e sugestões serão úteis para o crescimento e amadurecimendo dos assuntos aqui propostos.

Compartilhe

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

pop-up LIKE

Plugin