"Eu me confesso ser do número daqueles que, aprendendo, escrevem; e escrevendo aprendem" - Agostinho

Se inscreva no meu canal do YouTube!

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

"Olhar não tira pedaços" - mas tira o essencial


Creio que boa parte de nós já ouviu a expressão "olhar não tira pedaços", onde quem falava se referia a olhar para outra pessoa com vontades "além da visão", como diria um amigo meu, sendo que tal pessoa já estava comprometida. Tal jargão se tornou comum e, não raro, é dito de forma bastante séria, como se o indivíduo estivesse defendendo seu direito de cobiçar o próximo, mesmo estando unido a outrem.

Ocorre, porém, nobre leitor, que não se trata de não tirar pedaços da pessoa a quem se olha (francamente, que desculpa mais horrível!), e sim que a cada novo olhar você se corrompe e os desejos se tornam mais fortes! É exatamente isso que acontece: o indivíduo é casado, por exemplo, e fica olhando para todas as outras mulheres na rua - e crendo que isso é sinônimo de ser "macho" (coitado, pobre homem). 

Mas, o que, invariavelmente, irá acontecer com este homem? Trair? Matar a esposa? Evidente que não. Todavia, a cada novo olhar, coisas acontecem em sua vida, as quais relato brevemente abaixo.

- seu coração se torna menos afeto por sua esposa, pois ao olhar para outras mulheres, você repara no que elas "tem" e sua esposa "não tem", e a relação matrimonial esfria;

- sua mente passa a ser mais desejosa de outros estímulos, pois sempre existirá alguém "melhor", "mais atraente" e você estará, constantemente, à procura da perfeição que não existe, embora você goste de se enganar, acreditando que ela exista;

- o perigo de o seu casamento se tornar um "lixo" é cada vez maior, pois você se deixa levar pela aparência, por aquilo que é supérfluo, passageiro e extremamente temporário, de tal modo que não é de se espantar que sua casa não seja mais um local de conforto e descanso amoroso;

- você estará agindo em desconformidade com seu juramento, pois se jurou fidelidade matrimonial (ou está a caminho), tais atitudes de olhar com cobiça para o alheio, além de demonstrar que você não presta, significa que és um(a) mentiroso(a);

- você será mais um indivíduo que piorará este mundo, pois de pessoas que cobiçam, lançam olhares e falam coisas a outrem, o mundo já está cheio e todos estão sem paciência para eles;

- você será a contradição ambulante, pois não gostaria que alguém olhasse para o seu cônjuge tal qual você olha para outrem, sendo um excelente falsário e antagônico ser.

Portanto, entenda que o mandamento bíblico "Não cobiçarás a casa do teu próximo, não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma do teu próximo" (Êx 20.17), além de outras implicações e fundamentos, tem como princípio o fortalecer a vida familiar, aprimorar o casamento e estabelecer um princípio de sabedoria a todos.

Olhar não tira pedaços, mas tira o essencial: o amor, a confiança e tudo quanto se segue em uma relação matrimonial.

Comente com o Facebook:

Um comentário :

  1. Eu concordo com o que a Biblia diz e o que voce disse,afinal esse dito ''olhar nao tira pedaços'' pode até nao tirar pedaços fisicamente falando,mas pode tirar pedaços do coraçao de seu conjuge e é uma falta de respeito para com ele,tambem,alguns ditados populares,na pratica,nao convem de forma correta porque foram criados pelo senso comum da sociedade sem o uso de leis ou principios biblicos,um exemplo de ditado popular que nao convem na pratica é ''o que os olhos nao veem o coraçao nao sente'',esse dito está praticamente influenciando a pessoa a mentir e a enganar o proximo,como no caso de uma infidelidade conjugal.

    ResponderExcluir

Por favor, comente este texto. Suas críticas e sugestões serão úteis para o crescimento e amadurecimendo dos assuntos aqui propostos.

Compartilhe

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

pop-up LIKE

Plugin