Pular para o conteúdo principal

O exercício físico é de pouco proveito?


"Porque o exercício corporal para pouco aproveita, mas a piedade para tudo é proveitosa, tendo a promessa da vida presente e da que há de vir" (1Tm 4.8).

O versículo acima tem confundido muitos cristãos sinceros, os quais, em uma primeira leitura, entendem que o apóstolo está contrastando o exercício físico (nadar, pedalar, correr...) com a busca pela piedade, como se ele estivesse dizendo que o crente devesse praticar o mínimo possível, afinal, "o exercício corporal para pouco aproveita". Todavia, a verdade é diferente do que este primeiro entendimento gerado pela conjunção adversativa "mas", que exprime a ideia de Paulo estar opondo o exercício à piedade. 

Tudo se resolve quando lemos os primeiros versículos do capítulo 4 da presente carta:

"Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios; Pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência; Proibindo o casamento, e ordenando a abstinência dos alimentos que Deus criou para os fiéis, e para os que conhecem a verdade, a fim de usarem deles com ações de graças; Porque toda a criatura de Deus é boa, e não há nada que rejeitar, sendo recebido com ações de graças. Porque pela palavra de Deus e pela oração é santificada. Propondo estas coisas aos irmãos, serás bom ministro de Jesus Cristo, criado com as palavras da fé e da boa doutrina que tens seguido. Mas rejeita as fábulas profanas e de velhas, e exercita-te a ti mesmo em piedade" (1Tm 4.1-7).

Observemos que o apóstolo, em verdade, está lidando com aqueles que se apostariam da fé, falariam mentiras e chegariam a proibir "o casamento, e ordenando a abstinência dos alimentos que Deus criou para os fiéis". Daí, então, Paulo continuar dizendo que "toda a criatura de Deus é boa, e não há nada que rejeitar, sendo recebido com ações de graças", de modo que não haveria necessidade de se deixar de comer determinados alimentos, "Porque pela palavra de Deus e pela oração é santificada" - não existindo qualquer comida proibida aos cristãos.

Após isso, o apóstolo prescreve que Timóteo deveria rejeitar "as fábulas profanas e de velhas, e exercita-te a ti mesmo em piedade" e, finalmente, com um motivo: "Porque o exercício corporal para pouco aproveita". Mas de qual exercício o apóstolo está falando? A resposta é clara: do exercício corporal de se abster do casamento e abstinência de alimentos. Este entendimento fica muito claro quando vamos ao texto original (em grego) e lá percebemos que a palavra usada para exercício, já transliterada, é "gumnasiva" e significa "o exercício do corpo na arena ou escola de atletas; qualquer exercício; o exercício de conscientização do corpo com respeito à característica dos ascetas e que consiste na abstinência do matrimônio e certos tipos de comida" [1].

Aqui, o que a Escritura nos ensina, longe de ser uma repreensão ao exercício físico, pois, noutro lugar disse ele, se valendo da analogia do mesmo, "Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis" (1Co 9.24), é que devemos receber todas as coisas com ações de graça, inclusive o casamento e todos os alimentos, nada adiantando sofrermos no corpo (abstenção sexual e de certos de comida), porque isso pouco proveito terá à piedade (entendimento com prática cristã).

Desta forma, pratique exercícios, se case (caso seja chamado para isso) e coma tudo o que o Senhor lhe der, fazendo todas as coisas para a Sua glória (1Co 10.31).

Nota: 
[1] - http://www.biblestudytools.com/lexicons/greek/kjv/gumnasia.html

Comentários

  1. Eu sou, com a graça de Deus, um atleta e um cristão ao menos próximo do medianamente piedoso. Já escrevi algumas preces em meu BLOG inspiradas nas miseráveis almas humanas que encontro pelas ruas de minha cidade, pois sou corredor de rua. Busque lá, caro irmão blogueiro, nos marcadores "prece" e "oração" e você encontrará as mal traçadas linhas que compus a Deus pelas almas dos perdidos nas ruas.

    Enfim, piedade e exercício podem coexistir, sim, bem como a abstenção de alimentos ordenada desde sempre pela Igreja Católica e mais hodiernamente por um dos sucessores legítimos de Pedro que era o Papa Beato Paulo VI e Pedro é maior que Paulo o seu mero súdito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "miseráveis almas humanas", uau! O que vc tem feito por estas "miseráveis almas" além de preces? os tem socorrido (como também manda a Igreja Católica)?? Segundo Jesus, Pedro não é maior que Paulo, assim como Paulo também não é maior que Pedro: "Que não seja assim entre vós; mas o que entre vós é o maior, torne-se como o último; e o que governa seja como o servo." (relatado no Evangelho de São Lucas, Capítulo 22, versículo 26)

      Excluir
    2. Ola varao, queria que vc assistisse a um video sobre a historia do papado, para maior eaclarecimento, eh muito edificante para todos os que creem em Jesus. Abracço. Link sobre o assunto no youtube https://youtu.be/6FPuFRgz70s

      Excluir
  2. Boa reflexão, exceto q se numa visão mais aprofundada da Palavra, deve-se levar em conta "porque pela Palavra de Deus e pela oração é santificada". A qual palavra Paulo estava se referindo? À Palavra vigente e eterna de Deus. Alimentos são santificados pela palavra do Senhor e não por nossas palavras. Então de tudo podemos comer desde q o alimento seja santificado pela Palavra e pela oração. Jamais tornaremos uma comida impura pura apenas com a oração. Só pra reflexão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. cite alguns exemplos de comidas impuras

      Excluir
    2. Stella ''Para os puros, todas as coisas são puras''. a palavra que você citou não quer dizer que se você comer um alimento impuro você ficará impune da doença, não ficará. Somente para os puros de coração tudo é puro, ou seja somente é puro se você comer com fé, e se Deus estiver contigo nada poderá te abalar

      Excluir
  3. O quê o a postolo Paulo tá dizendo é Que o exercício físico seja ele qual for de nada aproveita no sentido espiritual,por exemplo vc não enfrentar o diabo e seus ataques com braços músculosos, más com o poder e a unção de Deus na sua vida;o exercício físico não é proibido e muito menos implica na salvação do homem ou dá mulher de Deus Aliás devemos quidar do nosso corpo não por vaidade; Más principalmente Quidemos dá nossa vida espiritual Quê o mais importante no reino de Deus;😳

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bonita palavra Deus abençoe flw TD que penso

      Excluir
    2. legal quando li essa passagem foi o que Deus falou comigo. Então parei de fazer por não vef tanta necessidade cuido da minha alimentaçao.Tenho um chamado então tenho que me preocupar com vida espiritual. Té porque não consigo conciliar, a vaidade vai crcrescendo demais dentro de mim então fiz escolha de mais uma vez negar o meu eu. avante levar o evangelho as nações. Para quem tem chamado o preço é alto mesmo, resolvi ir malhar o joelho crentes pentecostais entenderão .Boa noite.

      Excluir
    3. Obrigada pela reflexão, também estou buscando esse caminho, tenho um chamado muito grande ,ficar carregando peso ,é perda de tempo, no fim ,tudo vai envelhecer mesmo, faço caminhada no meu bairro ,e ddico mais a leitura bíblica e oração, tenho sido mais feliz assim.

      Excluir
    4. Entendo vc Gisely, afinal, "onde estiver o vosso tesouro, aí estará o vosso coração " MT 6:21 ainda, "todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas" 1 Co 6:12b Responder ao chamado implica em renunciar tesouros e coisas lícitas, tendo em vista valores superiores. Ah, e Moisés "considerou o opróbrio de Cristo por maiores riquezas do que os tesouros do Egito, porque contemplava o galardão. " Hb 11:26

      Excluir
  4. muito boa reflexão. Deus o abençoe

    ResponderExcluir
  5. "Porque o exercício corporal para pouco aproveita, mas a piedade para tudo é proveitosa, tendo a promessa da vida presente e da que há de vir" (1Tm 4.8).

    O versículo acima tem confundido muitos cristãos sinceros, os quais, em uma primeira leitura, entendem que o apóstolo está contrastando o exercício físico (nadar, pedalar, correr...) com a busca pela piedade, como se ele estivesse dizendo que o crente devesse praticar o mínimo possível, afinal, "o exercício corporal para pouco aproveita". Todavia, a verdade é diferente do que este primeiro entendimento gerado pela conjunção adversativa "mas", que exprime a ideia de Paulo estar opondo o exercício à piedade.

    Tudo se resolve quando lemos os primeiros versículos do capítulo 4 da presente carta:

    "Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios; Pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência; Proibindo o casamento, e ordenando a abstinência dos alimentos que Deus criou para os fiéis, e para os que conhecem a verdade, a fim de usarem deles com ações de graças; Porque toda a criatura de Deus é boa, e não há nada que rejeitar, sendo recebido com ações de graças. Porque pela palavra de Deus e pela oração é santificada. Propondo estas coisas aos irmãos, serás bom ministro de Jesus Cristo, criado com as palavras da fé e da boa doutrina que tens seguido. Mas rejeita as fábulas profanas e de velhas, e exercita-te a ti mesmo em piedade" (1Tm 4.1-7).

    Observemos que o apóstolo, em verdade, está lidando com aqueles que se apostatariam da fé, falariam mentiras e chegariam a proibir "o casamento, e ordenando a abstinência dos alimentos que Deus criou para os fiéis". Daí, então, Paulo continuar dizendo que "toda a criatura de Deus é boa, e não há nada que rejeitar, sendo recebido com ações de graças", de modo que não haveria necessidade de se deixar de comer determinados alimentos, "Porque pela palavra de Deus e pela oração é santificada" - não existindo qualquer comida proibida aos cristãos.

    Após isso, o apóstolo prescreve que Timóteo deveria rejeitar "as fábulas profanas e de velhas, e exercita-te a ti mesmo em piedade" e, finalmente, com um motivo: "Porque o exercício corporal para pouco aproveita". Mas de qual exercício o apóstolo está falando? A resposta é clara: do exercício corporal de se abster do casamento e abstinência de alimentos. Este entendimento fica muito claro quando vamos ao texto original (em grego) e lá percebemos que a palavra usada para exercício, já transliterada, é "gumnasiva" e significa "o exercício do corpo na arena ou escola de atletas; qualquer exercício; o exercício de conscientização do corpo com respeito à característica dos ascetas e que consiste na abstinência do matrimônio e certos tipos de comida" [1].

    Aqui, o que a Escritura nos ensina, longe de ser uma repreensão ao exercício físico, pois, noutro lugar disse ele, se valendo da analogia do mesmo, "Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis" (1Co 9.24), é que devemos receber todas as coisas com ações de graça, inclusive o casamento e todos os alimentos, nada adiantando sofrermos no corpo (abstenção sexual e de certos de comida), porque isso pouco proveito terá à piedade (entendimento com prática cristã).

    Desta forma, pratique exercícios, se case (caso seja chamado para isso) e coma tudo o que o Senhor lhe der, fazendo todas as coisas para a Sua glória (1Co 10.31).

    ResponderExcluir
  6. Esse texto não tem na ver com texto citado encima , o apóstolo fala das pessoas que estava dançando e falando se do ESPÍRITO SANTO, em outro texto ele fala que os espíritos dos profetas e sujeito a eles , eu queria saber o que se meche tem abre com come.

    ResponderExcluir
  7. Desculpe. Mas eu particularmente não consigo me ver em uma academia em frente aqueles espelhos imensos. Me exercitando junto com pessoas que cultuam o corpo. Jesus procura um povo separado . Se todo alimento com oração é santificado. Porque devo evitar por exemplo o carboidrato? Piedade. Se fala muito sobre isso nas igrejas. Inclusive na católica. Mas quando passamos no semáforo a primeira coisa que fazemos é levantar os vidros quando vemos um pedinte. Eu prefiro ficar com o meu simulador de caminhada!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Por favor, comente este texto. Suas críticas e sugestões serão úteis para o crescimento e amadurecimendo dos assuntos aqui propostos.

Postagens mais visitadas deste blog

A mulher deve se vestir de modo que nenhum homem venha pecar por sua causa

Muitas mulheres e moças atualmente perderam seu próprio valor e muitas mulheres cristãs não tem se dado conta disso - o que acaba por as levar se vestindo conforme o mundo tem ditado; isto é, a moda. Por que digo isso?  Tenho notado o quanto muitas mulheres e moças têm se iludido ao pensarem que é bonito usarem vestimentas que mostram todas as suas curvas, tais como: roupas justíssimas delineando seu corpo, shorts e saias curtas e blusas decotadas. Mas, se fosse para ser  assim, Deus não teria vestido Adão e Eva como diz na Bíblia: " E o Senhor Deus fez túnicas de peles para Adão e sua mulher, e os vestiu " (Gênesis 3:21). Na palavra também está escrito: " Que do mesmo modo as mulheres se ataviem em traje honesto, com pudor e modéstia, não com tranças, ou com ouro, ou pérolas, ou vestidos preciosos. Mas (como convém a mulheres que fazem profissão de servir a Deus) com boas obras " (1 Timóteo 2:9-10). Noto ainda que muitas mulheres e moças usam roupas indecentes co

É pecado um casal de namorados dormir junto?

É pecado um casal de namorados dormir junto? - por Filipe Luiz C. Machado Recentemente um irmão em Cristo perguntou-me sobre a legitimidade - ou não - para um casal de namorados poder dormir junto. Confesso que esse é um ponto delicado, mas creio que - mais uma vez - as Escrituras nos revelam aquilo que devemos fazer. É importante notarmos, primeiro, sobre que tipo de situação nos rodeia. Uma coisa é um casal de namorados que viaja de avião e cuja aeronave cai no meio da floresta, restando poucos sobreviventes e ainda por cima, estavam na estação do inverno, o que implica dizer que necessariamente todos precisam dormir juntos - para se aquecer, caso contrário, morrerão. Mas é claro que essa é uma situação hipotética e nela seria perfeitamente coerente dormir junto, pois seria um pecado deixar alguém morrer de frio quando podia-se evitá-lo. Porém, mesmo a realidade dos namorados não é esta do avião, é a partir do dia-a-dia que as dúvidas surgem. Muitos namorad

A importância da Renúncia

Texto por Angela E. P. Machado ----- “E, pondo-se Jesus a caminho, correu um homem ao seu encontro e, ajoelhando-se, perguntou-lhe: Bom Mestre, que farei para herdar a vida eterna? Respondeu-lhe Jesus: Por que me chamas bom? Ninguém é bom senão um, que é Deus. Sabes os mandamentos: Não matarás, não adulterarás, não furtarás, não dirás falso testemunho, não defraudarás ninguém, honra a teu pai e tua mãe. Então, ele respondeu: Mestre, tudo isso tenho observado desde a minha juventude. E Jesus, fitando-o, o amou e disse: Só uma coisa te falta: Vai, vende tudo o que tens, dá-o aos pobres e terás um tesouro no céu; então, vem e segue-me. Ele, porém, contrariado com esta palavra, retirou-se triste, porque era dono de muitas propriedades.” Marcos 10.17-22 Neste breve texto, vemos o reflexo daquilo em que os judeus acreditavam. Pensavam eles que as riquezas eram um sinal da aprovação de Deus e que os ricos teriam maiores possibilidades de serem salvos, ou seja, de alcançarem a vida etern