Pular para o conteúdo principal

Sempre Alegres! Isso é Possível?


Em sua Epístola aos Filipenses, o apóstolo Paulo fala sobre alegria e sobre o dever cristão de alegrar-se constantemente. Por exemplo, ele escreve: “Alegrai-vos sempre no Senhor” (Fp 4:4a). Este é um dos imperativos bíblicos sobre a alegria e não deixa lugar para o não alegrar-se, porque Paulo diz que os cristãos devem se alegrar sempre – não às vezes, não periodicamente, não ocasionalmente. Ele acrescenta: “Outra vez digo: alegrai-vos” (v.4b). Paulo escreveu esta epístola quando estava na prisão e nela tratou de vários assuntos solenes, como a possibilidade de que fosse martirizado, oferecido como um sacrifício (2.17). Contudo, ele disse aos crentes de Filipos que eles deveriam se alegrar, apesar das circunstâncias.
Isso nos traz de volta ao assunto de como podemos ser alegres, como uma questão de disciplina ou de vontade. Como é possível permanecermos alegres em todo o tempo? Paulo nos conta o segredo: “Alegrai-vos sempre no Senhor” (ênfase acrescentada). O segredo para a alegria do cristão é a sua fonte, que é o Senhor. Se Cristo está em mim, e eu estou nele, esse relacionamento não é uma experiência ocasional. O cristão está sempre no Senhor, e o Senhor está sempre no cristão. E isso é sempre a razão para alegria. Ainda que o crente não se alegre em suas circunstâncias, quando está passando por aflição, tristeza ou dor, ele pode se alegrar no Senhor. Nós nos alegramos no Senhor; e, como Ele nunca nos deixa nem nos abandona, podemos nos alegrar sempre.

Visto que a alegria é um fruto do Espírito, nossa santificação é mostrada não somente por meio de nosso amor, paz, paciência, bondade e virtudes semelhantes, mas também por meio da nossa alegria (ver Gl 5:22-23). Não devemos esquecer que o fruto do Espírito Santo não é o mesmo que os dons do Espírito Santo. O Novo Testamento nos revela que o espírito Santo distribui dons variados aos crentes por razões diversas. Nem todos possuem o dom de ensino. Nem todos possuem o dom de contribuir. Nem todos possuem o dom de administrar. Mas, quando consideramos o fruto do Espírito, não podemos dizer que alguns crentes têm o fruto de fidelidade, enquanto outros têm amor, ou que alguns cristãos têm paz e domínio próprio. Todo cristão tem de manifestar o fruto do Espírito. E, quanto mais crescemos na graça, quanto mais progredimos em nossa santificação, tanto mais benignos devemos ser, tanto mais pacientes devemos ser, tanto mais fiéis devemos ser e, obviamente, tanto mais alegres devemos ser.
Em termos simples, isto significa que a vida cristã não deve ser caracterizada por melancolia ou uma atitude de infelicidade. Todos experimentamos dias maus, mas a característica básica de uma pessoa cristã é a alegria. Os cristãos devem ser as pessoas mais alegres do mundo, porque temos muitos motivos para sermos alegres. Essa é a razão por que Paulo não hesita em ordenar que seus leitores se alegrem.

- por R. C. Sproul

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A mulher deve se vestir de modo que nenhum homem venha pecar por sua causa

Muitas mulheres e moças atualmente perderam seu próprio valor e muitas mulheres cristãs não tem se dado conta disso - o que acaba por as levar se vestindo conforme o mundo tem ditado; isto é, a moda. Por que digo isso?  Tenho notado o quanto muitas mulheres e moças têm se iludido ao pensarem que é bonito usarem vestimentas que mostram todas as suas curvas, tais como: roupas justíssimas delineando seu corpo, shorts e saias curtas e blusas decotadas. Mas, se fosse para ser  assim, Deus não teria vestido Adão e Eva como diz na Bíblia: " E o Senhor Deus fez túnicas de peles para Adão e sua mulher, e os vestiu " (Gênesis 3:21). Na palavra também está escrito: " Que do mesmo modo as mulheres se ataviem em traje honesto, com pudor e modéstia, não com tranças, ou com ouro, ou pérolas, ou vestidos preciosos. Mas (como convém a mulheres que fazem profissão de servir a Deus) com boas obras " (1 Timóteo 2:9-10). Noto ainda que muitas mulheres e moças usam roupas indecentes co

É pecado um casal de namorados dormir junto?

É pecado um casal de namorados dormir junto? - por Filipe Luiz C. Machado Recentemente um irmão em Cristo perguntou-me sobre a legitimidade - ou não - para um casal de namorados poder dormir junto. Confesso que esse é um ponto delicado, mas creio que - mais uma vez - as Escrituras nos revelam aquilo que devemos fazer. É importante notarmos, primeiro, sobre que tipo de situação nos rodeia. Uma coisa é um casal de namorados que viaja de avião e cuja aeronave cai no meio da floresta, restando poucos sobreviventes e ainda por cima, estavam na estação do inverno, o que implica dizer que necessariamente todos precisam dormir juntos - para se aquecer, caso contrário, morrerão. Mas é claro que essa é uma situação hipotética e nela seria perfeitamente coerente dormir junto, pois seria um pecado deixar alguém morrer de frio quando podia-se evitá-lo. Porém, mesmo a realidade dos namorados não é esta do avião, é a partir do dia-a-dia que as dúvidas surgem. Muitos namorad

A importância da Renúncia

Texto por Angela E. P. Machado ----- “E, pondo-se Jesus a caminho, correu um homem ao seu encontro e, ajoelhando-se, perguntou-lhe: Bom Mestre, que farei para herdar a vida eterna? Respondeu-lhe Jesus: Por que me chamas bom? Ninguém é bom senão um, que é Deus. Sabes os mandamentos: Não matarás, não adulterarás, não furtarás, não dirás falso testemunho, não defraudarás ninguém, honra a teu pai e tua mãe. Então, ele respondeu: Mestre, tudo isso tenho observado desde a minha juventude. E Jesus, fitando-o, o amou e disse: Só uma coisa te falta: Vai, vende tudo o que tens, dá-o aos pobres e terás um tesouro no céu; então, vem e segue-me. Ele, porém, contrariado com esta palavra, retirou-se triste, porque era dono de muitas propriedades.” Marcos 10.17-22 Neste breve texto, vemos o reflexo daquilo em que os judeus acreditavam. Pensavam eles que as riquezas eram um sinal da aprovação de Deus e que os ricos teriam maiores possibilidades de serem salvos, ou seja, de alcançarem a vida etern