"Eu me confesso ser do número daqueles que, aprendendo, escrevem; e escrevendo aprendem" - Agostinho

Se inscreva no meu canal do YouTube!

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Oba! Vamos matar crianças!

Texto por
Filipe Luiz C. Machado
-----

Não. Não estou falando de algum partido político que seja favorável ao aborto, mas sim, de uma suposta "igreja" que tem defendido com afinco essa ideia.
Seu nome é "Igreja Universal do Reino de Deus".

Interessante notarmos que o próprio nome da "igreja" nos leva à vislumbramos e refletirmos sobre o maravilhoso poder e Reino de Deus diante de sua Igreja universal. Admirável também é sabermos que essa mesma igreja que critica a igreja Católica e condena a compra da salvação por meio de penitencias e valores dados para "Deus", vende também aos seus fiéis o cimento ungido da casa própria, óleo da unção para celular, gota d'água abençoada e muitas outras quinquilharias para "abençoar a vida do irmão". Extremamente lamentável e ainda mais revoltante é vermos que pessoas seguem a largos e cegos passos essas ideologias propostas por essa e tantas outras igrejas/empresas. Como brincam alguns, "deixou de ser pequenas igrejas e grandes negócios. Agora é mega-igrejas e gigantes negócios."

Dito isso, reporto-me a mais nova palhaçada feita em nome de Deus: matar crianças! Como assim? É isso mesmo. Esta dita igreja aprovou e está incentivando a prática do aborto. Recentemente tive a infelicidade de ver um vídeo publicado no YouTube onde o próprio "bispo" Macedo utiliza-se de uma versículo totalmente fora de seu contexto para justificar a pratica abortiva. Contra esses, nada posso acrescentar às palavras de Paulo quando diz: "Mas ainda que nós ou um anjo do céu pregue um evangelho diferente daquele que lhes pregamos, que seja amaldiçoado!" Gálatas 1.8 (é importante entendermos que este "seja amaldiçoado" não significa que nós estaremos proferindo maldição sobre a vida de alguém, mas sim que a maldição de Cristo está sobre aqueles que violam a sã doutrina)

O que diremos sobre isso? Ainda consideraremos tal "igreja" como "gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível." como nos diz Efésios 5.27? Como poderemos valorar preceitos espirituais à tal "igreja", sendo que a mesma foge e corre freneticamente para longe das Sagradas Escrituras? Paulo nos alerta para que "não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas?" 2Coríntios 6.14. Aqueles que porventura ainda defenderem tal instituição e outras semelhantes (Igreja Mundial do Poder de Deus, por exemplo), certamente estarão sob o alvo da maldição de Cristo.

Parafraseando Paul Washer: "A igreja atual está muito bem! Tem seguido a sã doutrina, tem sido piedosa, prestativa e vivido uma vida de santidade. O problema é que isso que você chama de igreja, na verdade não é!". Compactuo plenamente com essa expressão e também com a revolta de Washer. Tem se confundido cristianismo com "acreditar em Jesus"! Amados, acreditar é muito fácil. Não necessita arrependimento, mudança de comportamento, mudança de ideologias e tantas outras coisas concernentes à vida cristã. Nada é necessário para se acreditar em algo. Nenhum proveito há em professarmos nossa fé sendo que nossas práticas não condizem com o verdadeiro cristianismo ensinado por Cristo Jesus! Até quando aceitaremos tais barbaridades e ficaremos calados para não criarmos intrigas?

Lutero certa vez disse: "A paz, se possível; mas a verdade, a qualquer preço". Muitas vezes os que professam a fé cristã tem dando muito valor ao suposto "amor cristão". Entenderam errado o apóstolo João e acham que a unidade com tudo e com todos está acima da verdade, acima da doutrina, acima de Deus e acima daquilo que Ele é!

Pensemos por um instante: Se as igrejas que vendem bênçãos, prosperidade, cura instantânea, que condicionam o crente a usar certas roupas e certas cores, dizem que praia é coisa do diabo, futebol é coisa do capeta, prometem o reino celestial instituído na Terra e tantas outras atrocidades que vemos por aqui, não são os "falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores" Mateus 7.15, quem serão eles então? O Jiraya? Super-Homem? Mulher Maravilha? Batman e Robin?

Mude sua direção antes que seja tarde demais. Desperte para a realidade que o cerca. Pare de ser inocente e achar que o que você e os outros chamam de igreja é de fato Igreja. Busque conhecimento na palavra de Deus. Caso contrário, amanhã pode ser sua vez de matar uma criança.

Que Deus nos fortaleça!

Comente com o Facebook:

Um comentário :

  1. Demonstrar-se a favor do aborto é revelar profunda falta de entendimento sobre as coisas de Deus! Misericórdia!

    ResponderExcluir

Por favor, comente este texto. Suas críticas e sugestões serão úteis para o crescimento e amadurecimendo dos assuntos aqui propostos.

Compartilhe

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

pop-up LIKE

Plugin