"Eu me confesso ser do número daqueles que, aprendendo, escrevem; e escrevendo aprendem" - Agostinho

Se inscreva no meu canal do YouTube!

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Isaac Newton e os Falsos Mestres

Texto por
Filipe Luiz C. Machado
-----

Para quem não sabe ou não se lembra, hoje (4 de Janeiro) comemora-se o aniversário de Isaac Newton. Um breve biografia sobre ele:

"Isaac Newton nasceu em Londres, no ano de 1643, e viveu até o ano de 1727. Cientista, químico, físico, mecânico e matemático, trabalhou junto com Leibniz na elaboração do cálculo infinitesimal. Durante sua trajetória, ele descobriu várias leis da física, entre elas, a lei da gravidade. " Fonte: http://www.suapesquisa.com/biografias/isaacnewton/

-----

Diante do célebre aniversário deste grande homem, devemos fazer um paralelo e compararmos sua vida e suas descobertas com muitos "pastores e mestres" da atualidade.

A cada novo dia que surge, parece também surgirem novos pastores e profetas. O que não deixa de ser um fato bom, afinal, são mais pessoas pregando o evangelho e divulgando a palavra de Deus. Mas, e se esse evangelho que está sendo pregado não for o evangelho ensinado por Jesus e seus apóstolos?

Isaac Newton descobriu e criou várias leis da física, que ainda hoje (e creio que por muito tempo) são usadas e aplicadas. Porém, Newton descobriu algo que ainda não havia sido descoberto. Ele foi pioneiro em suas investigações e leis.

Já muitos ditos "pastores" de hoje em dia, tentam fazer o mesmo com a bíblia: tentam descobrir nela algo que ainda não foi descoberto. É claro que não sabemos tudo sobre a bíblia e nunca saberemos, mas devemos ter cuidado ao querermos "descobrir" algo novo nela.

Tentam "descobrir", ou melhor, reinventam versículos, ignorando completamente o seu contexto e significado original. Querem redescobrir a bíblia e fazer dela a cada dia uma nova caixinha de surpresas para o povo. Criam fórmulas numerológicas para pedirem ofertas de R$7,00, R$100,00 e R$900,00. Afinal, se Isaac Newton inventou e foi aceito, por que eles não seriam?

A falácia está por todo lado. É ligarmos a televisão durante a noite ou de madrugada e veremos os ditos pastores com seus novas fórmulas de curas e milagres miraculosos. E vou dizer uma coisa, esses pastores poderiam estar muito mais riscos! Quisera eles abandonar o púlpito e juntos abrirem uma empresa de Marketing e Comunicação. Tenho certeza que comprariam muito mais rápido seus aviões e carros blindados.

Irmãos, que não sejamos levados por todo aquele que diz que "descobriu" algo na bíblia ou que (supostamente) Deus revelou a ele determinado fato. Se Isaac Newton criou e descobriu várias leis da física que são aceitas hoje, é porque até aquele presente momento elas não existiam. Porém em nosso caso, se tratando da bíblia, já temos tudo aquilo de que precisamos. Não necessitamos de revelações, visões ou poderes extra-bíblicas. Precisamos unicamente da sã doutrina, que é a palavra de Deus.

Que neste 4 de Janeiro possamos lembrar de Isaac Newton, mas acima disso, nos lembrarmos que a palavra já nos foi revelada. Ela não precisa de novas revelações, precisa apenas de aplicações em nossas vidas.


"Eu consigo calcular o movimento dos corpos celestiais, mas não a loucura das pessoas". - Isaac Newton

Deus abençoe!

Comente com o Facebook:

Um comentário :

  1. Caro Filipe,

    A Bíblia nos manda amar os nossos semelhantes, mas também nos acautelarmos contra eles, especialmente quando tentam ofuscar Cristo: "Maldito o homem que confia no homem, faz da carne mortal o seu braço e aparta o seu coração do Senhor" (Jr 17:5 - ver Rm 1:25).

    Eu prefiro ficar com a Palavra inerrante a me arriscar com profecias e unções... Deus é soberano, pode qualquer coisa, sem necessitar de homens para instrumentalizar os seus milagres (embora até possa fazer isso).

    Porém, uma coisa te digo meu amigo, desconfio muito dos profetas que pululam por aí...

    Tenho uma postagem interessante no meu blog e , caso você queira, seria importante a sua opinião ( a última).

    Um grande abraço,

    Em Cristo,

    Ricardo

    ResponderExcluir

Por favor, comente este texto. Suas críticas e sugestões serão úteis para o crescimento e amadurecimendo dos assuntos aqui propostos.

Compartilhe

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

pop-up LIKE

Plugin